Home Costa Verde Guia de Paraty: nossas dicas para conhecer a cidade histórica do RJ

Guia de Paraty: nossas dicas para conhecer a cidade histórica do RJ

por Gabriela Mendes
Guia de Paraty: nossas dicas para conhecer a cidade histórica do RJ

Andar no Centro Histórico de Paraty é uma das programações mais charmosas do Rio de Janeiro. Aquelas ruas de pedra com casinhas coloniais coloridas, que deixam tudo mais bonito, são um paraíso para quem gosta de fotografia, sem contar que o destino fica bem próximo das praias da Costa Verde, cachoeiras e comunidades indígenas e quilombolas.  

Paraty foi criada entre 1540-1590 – não se sabe ao certo. Era um centro comercial próspero durante o ciclo colonial da cana de açúcar e do ouro, tendo sido, inclusive, alvo de pirataria. Porém, foi perdendo suas riquezas e seu destaque nos séculos seguintes, ficando isolada até o final do século XX, quando foi revalorizada ante a inauguração da Rodovia Rio-Santos.

paraty-centro-historico6

Hoje em dia, a cidade, que é uma gracinha, é uma boa pedida em um feriado ou final de semana prolongado, já que fica a 250km da capital carioca e a 300km de São Paulo. Sem falar dos diversos festivais que acontecem por lá todos os anos que também são excelentes, podendo combinar seu roteiro com eventos de cachaça, literatura, fotografia, cinema, jazz, reconhecidos em nível internacional.

Vem saber de todas as nossas dicas de Paraty para montar sua viagem!

O que fazer

Andar no Centro Histórico

Essa é a atração nº1 que faz a viagem valer por si só,  já que o Centro Histórico é lindo e muito conservado. A minha dica é no primeiro dia andar sem rumo pelas ruas de pedra, chamadas de pé de moleque. Só cuidado pra não levar um tombo, é verdade que não é muito fácil caminhar pelas pedras irregulares. Vá com sapatos confortáveis e deixe o salto em casa.

A Praça da Matriz é a principal da cidade, onde ficam vários restaurantes e a igreja Nossa Senhora dos Remédios. A Rua do Comércio é a mais movimentada, com lojinhas e mais restaurantes. Só que a graça está em circular pelas ruas menos movimentadas e descobrir igrejinhas menores e outras casas coloridas.

Paraty Centro Histórico 12

Igreja Nossa Senhora dos Remédios, na Praça da Matriz

Outras atrações são o Museu de Arte Sacra, a Casa de Cultura (que recebe exposições temporárias) e o Teatro Espaço, teatro de marionetes que tem espetáculos quartas, sábados e feriados.

Passeio de barco, praias e ilhas

Aproveite o primeiro dia de sol para curtir o mar da Costa Verde. O tempo nessa região não costuma ser muito estável, então não deixe o passeio de barco para a última hora, porque há risco de chover mesmo se não estiver na previsão. Na região de Paraty, há mais de 60 ilhas e 100 praias! Lugar não falta.

paraty-barcos

Embarcações no Cais de Paraty

Há três opções de passeios de barco:

O mais barato é de escuna, com embarcações que levam até 60 pessoas e custam cerca de R$50. O ponto positivo é o preço, o negativo é que você fica em um barco com muita gente e não tem liberdade para decidir o trajeto nem o tempo que fica em cada lugar.

A segunda opção é contratar um barco menor, chamado de traineira. É uma ótima opção para quem está em um grupo pequeno ou quer um passeio mais exclusivo. O ponto positivo é que você pode decidir seu itinerário e fechar o barco só pra você, o negativo é que é um pouco mais caro e um pouco lento. Custa cerca de R$60 por hora.

Quem não está com o orçamento apertado pode alugar uma lancha rápida, podendo parar em vários pontos e seguir até o Saco de Mamaguá, o “fiord brasileiro”. Essa é a melhor opção, mas a mais cara.

Esses barcos saem do Cais de Paraty, localizado no Centro Histórico, perto do Largo de Santa Rita. A negociação é diretamente no cais, boca a boca com os marinheiros locais. 🙂

Praias:

praias no centro, como a do Pontal e a Jabaraquara, mas não são muito boas para tomar banho e ficam bem cheias em finais de semana e feriados.

Quem está de carro pode chegar facilmente na Vila de Trindade, que fica a 25km e curtir as praias do Cepilho, Praia do Meio e Cachadaço com suas piscinas naturais.

Paraty Mirim está mais próxima ainda, apenas 17km de distância. A praia é bem bonitinha e de lá saem outros passeios de barco. O local faz parte de uma área indígena e tem uma pequena vila com venda de artesanatos. Definitivamente vale o passeio!

Outras excelentes opções são a Praia do Lula, Vermelha, Jumirim e Ilha do Pelado.

Paraty Mirim 3

Maré alta em Paraty Mirim

Cachoeiras

Entre na Mata Atlântica e tome um banho gelado nas cachoeiras que ficam próximas a Paraty. As mais famosas são Tarzan, Tobogã, Pedra Branca, Poços do Penha e Poço das Andorinhas. A cachoeira de Iriri é bem gostosa para tomar banho e fica dentro de uma reserva indígena, onde você pode comprar artesanato e colaborar com a renda local. Aproveite para lavar a alma!

Festivais

Paraty reúne alguns dos melhores festivais do Brasil, deixando as ruas do Centro Histórico ficam ainda mais charmosas e cheias (portanto, reserve sua pousada com antecedência!). Veja os principais:

FLIP –  Festa Literária Internacional de Paraty: no final de julho Paraty recebe o evento mais famoso, uma manifestação cultural da literatura. Autores brasileiros e internacionais se reúnem para lançamentos de livros, palestras, workshops e são realizadas atividades em diversos meios artísticos com performances, exibição de filmes, exposições de artes plásticas imperdíveis.

Paraty em Foco: a cidade tem tudo a ver com um festival de fotografia, já que seu centro histórico é um dos lugares mais fotogênicos do Brasil. Em meados de setembro rola o Paraty em Foco, com artistas nacionais e internacionais que promovem cursos, palestras e workshops. Para quem curte ou é desse meio vale muito a pena.

paraty-em-foco

Instalação de fotografias no Paraty em Foco

Mimo: Paraty é uma das cidades brasileiras que recebe o festival Mimo, trazendo o melhor da música brasileira e internacional. São realizados diversos shows gratuitos e exibições de filmes com trilhas sonoras maravilhosas. Esse é um dos melhores eventos de música de todo o Brasil e nasceu em Olinda, em Pernambuco. Em Paraty, ele rola em meados de outubro.

Festival de Cachaça, Cultura & Sabores: a cachaça é um dos destaques de Paraty, já que a cidade tem uma das melhores produções de pinga no país. Por conta disso, é claro que não poderia faltar um festival de cachaça, que acontece sempre em meados de agosto. Só cuidado para não tropeçar nas pedras do centro histórico depois de duas ou três doses! A cidade fica bem cheia nesse evento.

Bourbon Festival: o festival de blues e jazz deixa as ruas do centro histórico cheias de música. São montados palcos grandes, médios, pequenos e apresentações itinerantes, fazendo com que a cidade tenha música ao vivo e de graça por 24h. Ele rola no final de maio, início de junho. Nós adoramos! <3

paraty-festival-jazz2

Jazz nas ruas do centro histórico de Paraty

Mostra Maré Cheia de Cinema: esse evento é bem menor do que os outros, mas um prato cheio para quem curte cinema nacional independente. As exibições são feitas ao ar livre, é montado um telão na praia de isolada de Ponta Negra. A mostra é organizada pelo Coletivo João do Rio e acontece no final de março, início de abril.

Outras coisas legais de Paraty

Escola Comunitária Cirandas

A cidade tem uma das escolas mais interessantes do Brasil, com uma metodologia de educação viva. Se você curte essa área, vale entrar em contato para conhecê-la. Veja o site para mais informações.

Estrada Real

Paraty é uma das paradas da Estrada Real, que passa pelos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. Ela surgiu no século XVII quando a Coroa Portuguesa oficializou os caminhos para o comércio do ouro e diamantes de Minas até os portos do Rio. Fazer esse trajeto é uma viagem incrível e a maior rota turística do Brasil, com 1630km de extensão. Saiba de todas as informações no site oficial.

Seguir viagem e acampar em Martim de Sá, Praia do Sono ou Saco de Mamanguá

Paraty está localizada na Costa Verde, uma região que tem uma natureza abundante. Por isso, você pode aproveitar para seguir viagem para outros destinos lindos.

Martim de Sá é uma pequena praia que só tem o camping do Seu Maneco, sem energia elétrica. É preciso pegar um barco que dura 3hrs ou uma lancha de 1h a partir do Cais de Paraty. Nós damos todas as dicas nesta matéria.

_DSC0197

Praia de Martim de Sá, deserta

A Praia do Sono é outro destino para quem gosta de acampar e ficar de boas em uma praia paradisíaca. Ela fica na continuação da BR-101, a 27km de Paraty. O acesso também pode ser feito de barco no Condomínio Laranjeiras. 

Já o Saco de Mamanguá é o nosso “fiorde brasileiro”, um dos lugares mais lindos do nosso país. A maioria das pessoas acaba conhecendo pelo passeio de barco, mas não é nada mal passar alguns dias por lá acampando. O acesso é feito a partir de barcos que saem de Paraty Mirim ou no Cais de Paraty.

Onde comer

A cidade também é conhecida pela gastronomia, já que tem vários restaurantes gostosos que servem desde especialidades caiçaras até menus contemporâneos. Mas é verdade que comer em Paraty não é tão fácil, há vários restaurantes pretensiosos: caros e nem tão gostosos. Fique ligado nas dicas!

Café Pingado – cafés e tortas deliciosas! Bom para um lanchinho à tarde.

Thai Brasil– comida tailandesa deliciosa. Prove o camarão que vem dentro do abacaxi. Custa cerca de R$80 por pessoa.

Esfiharia e Cervejaria Emirados – um milhão de sabores de esfihas. Quebra um galho para lanches e é barato!

Van Gogh – hambúrgueres gostosos e com um preço bom.

Voilà Bistrô – um dos melhores restaurantes da cidade, com um menu contemporâneo e preços mais salgados. Ele fica dentro da Pousada Caminho do Ouro, a 6km do Centro Histórico.

Banana da Terra – uma excelente recomendação para quem quer provar a comida caiçara, regada de frutos do mar.

Pizzaria da Cidade – pizza de qualidade, ambiente charmoso e preços camaradas.

Quando ir

Quando chove em Paraty, chove mesmo! Não tem essa de ter esperança da previsão do tempo mudar. Por conta disso, evite os meses chuvosos, de dezembro a março – apesar de que a cidade fica com um charme a mais quando está alagada e faz espelhos d’água nas poças. De abril a setembro o clima fica mais firme, mas em julho e agosto fica bem friozinho. Sempre dê aquela olhada básica na previsão do tempo. 🙂

paraty-centro-historico9

Espelhos d’água no centro histórico de Paraty

Quantos dias ficar

O mínimo para Paraty são dois dias inteiros, para poder passear sem pressa no centro histórico e conhecer as praias e cachoeiras próximas. Se for ficar mais tempo, não vai faltar passeio!

Paraty Mirim 6

Livre em Paraty Mirim

Locomoção e como ir

Chegando em Paraty

Saindo de carro do Rio de Janeiro, a viagem dura cerca de 4hrs pela BR-101. É uma estrada cheia de curvas e pardais, mas tranquila de viajar.

Se a sua opção for o ônibus, há várias saídas por dia da rodoviária Novo Rio. Demora 4h30 e custa R$80 cada trecho com a viação Costa Verde. A rodoviária de Paraty fica a cinco minutos de caminhada do centro histórico.  

Em Paraty

No centro histórico a única forma de conhecer tudo é a pé – e você nem precisa de outro meio de transporte além das suas perninhas, não é muito grande.

Não é super necessário ter carro em Paraty, ainda mais se você fizer só passeios de barco. Porém, é muito melhor se a sua intenção for conhecer outras praias e cachoeiras próximas. Também tem a opção também de fechar pacotes com grupos no Centro de Informações Turísticas, se for necessário.

Onde se hospedar

Eu já me hospedei na pousada e camping Portal de Paraty, que fica a dez minutos de caminhada do centro histórico. Tudo é bem simples, mas tem uma boa cozinha aberta, bastante espaço pra barracas e os quartos são confortáveis. A diária foi R$150 para um quarto de casal.

O melhor mesmo é se hospedar dentro do Centro Histórico. Veja as opções:

Mochileiros podem ficar no Che Lagarto. Se você quer conforto sem gastar muito, veja a Pousada do Ouro ou a Porto Imperial. Para uma hospedagem excelente, fique na Pousada Literária ou Pousada do Sandi.

Há várias opções de AirBnB também. Para quem está com um grupo grande, pode ser uma ótima opção.

Paraty Centro Histórico 10

Juju e sua analógica no centro histórico

DICAS PARA PLANEJAR SUA VIAGEM (4)

ROTEIRO PERSONALIZADO – nós planejamos toda sua viagem e entregamos um roteiro detalhado com sugestão de passeios dia a dia, dicas de restaurantes, locomoção e melhores atrações. Também fazemos assessoria de passagens aéreas, hotéis e tudo que você precisar. Perfeito pra quem ama viajar, mas não gosta ou não tem tempo de se programar.

HOSPEDAGEM – reserve seu hotel com o nosso link do Booking e ajude a manter o blog no ar! Não tem nenhuma alteração de preço pra você, mas nós ganhamos uma pequena comissão.

ALUGUEL DE CARRO – nosso parceiro de reservas é o RentCars, que faz busca das melhores tarifas com as principais locadoras.

Posts relacionados

Deixar um comentário

pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR