Home Agra Taj Mahal: saiba como comprar ingressos e visitar essa maravilha, em Agra

Taj Mahal: saiba como comprar ingressos e visitar essa maravilha, em Agra

por Ursulla Lodi
Taj Mahal: saiba como comprar ingressos e visitar essa maravilha, em Agra

Agra é uma das cidades mais visitadas do país, não é pra menos, é aqui que fica o emblemático Taj Mahal. Neste post reunimos todas as informações necessárias para visitar o Taj, um pouco de sua história, como visitar o monumento, horários e preços. 

Uma lágrima de mármore na eternidade: a História do Taj Mahal e outras curiosidades

Quem vive na Índia não sabe que por aqui temos até música de Jorge Ben para este monumento erguido em Agra. Bem verdade, trata-se de uma obra de amor monumental, construída em mármore para ser o mausoléu da terceira esposa do príncipe mongol Shah Jahan, a princesa Aryumand Banu Begam, depois conhecida como Mumtaz Mahal, que em tradução literal, significaria “a jóia do palácio”. A favorita do príncipe, era uma princesa persa hindu (ao contrário das outras esposas, muçulmanas) que morreu no parto de seu 14º filho, em 1631 d.C.

A obra do Taj Mahal iniciou-se então logo em sequência,  no ano seguinte, levando um total de 22 anos, 20 mil homens e 1000 elefantes. Vale a menção que nesta época, Agra era a capital do Império Mongol, o que explica o grande número de lindíssimos monumentos na cidade. Conta a lenda, inclusive, que Shah Jehan teria punido os construtores, cegando-os ou arrancando suas mãos para que o Taj não pudesse ser replicado.

Mas o mais impressionante do Taj Mahal, cujo nome significa “coroa de Mahal” devido à sua cúpula central costurada com fios de ouro, é que, sobre seu mármore branco perfeitamente encaixado, este é todo detalhado em pedras preciosas, que decoram seus ornamentos em florais coloridos. Em seu interior, jazem os corpos do casal. No exterior, um belo jardim e um espelho d’água, onde a construção arquitetônica é refletida.

A obra beirando o rio Yamuna, considerada a mais bela obra que já existiu em toda a humanidade, é uma verdadeira homenagem à simetria, com linhas perfeitas, excetuando o detalhe não previsto pelo príncipe: que seu próprio corpo seria colocado ao lado da catacumba da esposa, arruinando o paralelismo e a tão sonhada perfeita harmonia. Outra curiosidade é a falência de seu plano original de construir um outro mausoléu todo preto, de safira, para si mesmo.  Shah Jehan foi preso por seu próprio filho no forte de Agra, de onde até o fim de sua vida pode apenas contemplar o Taj Mahal da janela de seu calabouço. Parece até história de filme de Bollywood, mas, aparentemente, esta é a verdade. 

Considerado desde 1983 patrimônio mundial da UNESCO e desde 2007, uma das sete maravilhas do mundo moderno, atualmente, o Taj recebe cerca de 3 milhões de visitantes por ano, sendo o principal ponto turístico de toda a Índia.

Eu mesma não achei que ficaria tão abismada com a grandiosidade do Taj Mahal. Mas acho que seu gigantismo e amplitude branca, que beiram a perfeição, causam emoção em todos que tem a chance de se deparar com a construção que, como descrita pelo Lonely Planet: seria uma lágrima de mármore na eternidade.

Quanto custa e como comprar ingressos para o Taj Mahal

1300 rúpias para estrangeiros na bilheteria (cerca de 19 USD) e 1100 rúpias no site oficial do governo indiano (15 USD). Sem dúvidas é o ticket turístico mais caro da Índia, sendo necessário apresentar passaporte na entrada. É possível adquirir seu ingresso em uma de suas quatro bilheterias, mas se quiser evitar filas ou ir em horários mais concorridos, como no amanhecer, recomenda-se a compra antecipada, até por sair mais em conta. Nós acabamos comprando na bilheteria e enfrentamos um pouco de fila.

Veja opções online de compra de ingresso para o Taj:

Site oficial do Governo Indiano – tem desconto no valor do ingresso, porém cartão de crédito na Índia é sempre uma novela, nem sempre funciona. Neste site, é possível comprar tickets para as outras atrações de Agra também.
Valor: 1100 rúpias (15USD)

Ticket de entrada sem fila + entrada para o mausoléu: nosso parceiro Get Your Guide vende o ingresso de forma simples e rápida, através do site e sem perrengues clássicos indianos de negar a compra de cartão de crédito.
Valor: 17,70 USD

Precisa de guia para conhecer o Taj Mahal?

Não seria indispensável. O guia vai te dar, basicamente, as informações que demos neste post. Mas se não está com o orçamento apertado e se gosta de tirar suas dúvidas durante a visita, este pode ser recomendado. Acabamos que fomos com o guia de um amigo inglês, o que foi mais útil para agilizar a compra dos ingressos do que para nos fornecer informações em si. O guia para acompanhar a visita costuma ser 500 rúpias, se o grupo for pequeno.

Contato do nosso guia, o Fahan:  +91 92198-93946

Recomendações de visitas guiadas no Taj:

Excursões com o nosso parceiro Get Your Guide:
Visita guiada privada de 3 horas, a partir de 27 USD
Bate-volta, saindo de Delhi e visitando o Taj Mahal e Forte de Agra, a partir de 108 USD
Todas as opções de visitas guiadas e ingressos com o Get Your Guide

Visitas com o Airbnb Experiences:
Nascer do sol no Taj Mahal com especialista local, a partir de 43 USD
Yoga at the Taj Mahal, a partir de 14 USD
Taj Mahal Sunrise Tour and City Tour, a partir de 57 USD
Veja todas as experiência do Airbnb aqui

💡 Você pode visitar o Taj Mahal sem sair de casa com essa experiência online do Airbnb, a partir de 4 USD:
Sessão no Taj Mahal com especialista local

Vale a pena fazer bate-volta para o Taj Mahal?

Agra fica à 230km ou três horas de trem da capital, Delhi. É possível fazer o bate-volta, mas só recomendamos para quem estiver com o tempo muito corrido na Índia. Se você tiver mais flexibilidade, vale a pena pernoitar em Agra, pois a cidade possui outras atrações bem lindas, como o Baby Taj e o próprio Forte de Agra.

As atrações podem ser vistas em um dia, mas o ideal, para isso, é começar bem cedo.

💡Se tiver mais tempo na cidade, aproveite para comer no café/restaurante Sheroes Hangout. Saiba mais:
Empodere: Sheroes Hangout, um restaurante feito por mulheres sobreviventes de ataque de ácido, na Índia

Taj Mahal Gira Mundo

Bibi na vista dos jardins de fundo do Taj Mahal! Também vale à pena a visita aos jardins para contemplar, com mais tranquilidade, outro ângulo.

Não esquecer ou não levar para visita

Não esqueça do passaporte, já que de fato não é permita a entrada sem mostrar o documento. Ademais,  é proibida também a entrada com alimentos, malas ou mochilas grandes, canivetes, guarda-chuvas e objetos ponte-agudos. Somente bolsas pequenas são permitidas, além de câmeras, celulares e uma garrafa de água por pessoa. Drones e tripés são proibidos. Cuidado também com os macacos que ficam de olho em qualquer objeto que você esteja dando mole!

Aqui e em muitos lugares históricos da Índia, o respeito a cultura também é importante: evite roupas decotadas e justas, se possível leve um lenço para cobrir braços e pernas. Salvo em destinos de praia, acaba que essa observação já vira o traje padrão do viajante.

Horários de visitação e outras dicas sobre o Taj Mahal

O Taj fica aberto todos os dias, exceto nas sextas-feiras. Como diz em seu site: abrindo 30 minutos antes do nascer do sol e fechando 30 minutos antes do pôr do sol. Portanto, atenção com o calendário e com o relógio ao planejar sua visita, sobretudo se quiser evitar multidões e tirar boas fotos. Chegamos por volta das 6 da manhã e este já estava movimentado! 

O que não sabíamos é que entre os meses de novembro e fevereiro, a neblina pode atrapalhar a visibilidade durante a manhã — neste caso, é melhor visitar a atração à tarde.

Outra dica é evitar o Portão Oeste (Western Gate), sobretudo se não tiver ainda seus ingressos, pois ele é o principal e geralmente tem as maiores filas.

Evite filas! Não se esqueça que o Taj é também uma grande atração para os indianos de todo o país! Nossa viagem foi pautada no ODS5, Igualdade de Gênero, então temos muitas fotos de saris coloridos <3

Excetuando a observação acima sobre a neblina, e apesar do primeiro horário ser o mais concorrido para ver o amanhecer, recomendamos chegar cedo, já que todos os dias passam por aqui cerca de 20 mil visitantes, sendo um dos únicos pontos turísticos, junto com o Red Fort de Old Delhi, que vimos muitos ônibus de turismo. Tem muita gente que vai para Índia e saí do ônibus para o Taj, do Taj para o aeroporto. Não sei se faz o meu tipo de viagem, mas sem dúvidas o monumento, que deixa qualquer um boquiaberto, compensa, por si só, a viagem e o jet lag.

Veja como chegar de trem, carro ou avião em Agra e as outras atrações da cidade neste post: em breve.

Mais matérias sobre nossa experiência na Índia

⭐Gira Mundo na Índia
⭐Empodere: Do aeroporto de Déli para a cidade com a Sakha Cabs
⭐ Empodere: o budismo de Sarnath e a Associação de mulheres Rajbhar, em Varanasi
⭐Como e porquê fazer um passeio de barco no Rio Ganges, em Varanasi
⭐Old Delhi de bicicleta: como foi a experiência de pedalar na capital da Índia
⭐Guia de Déli: nossas dicas sobre a capital da Índia
⭐Taj Mahal: saiba como comprar ingressos e visitar essa maravilha, em Agra
⭐ Empodere: Sheroes Hangout, um restaurante feito por mulheres sobreviventes de ataque de ácido, na Índia

Posts relacionados

Deixar um comentário

EnglishFrenchPortugueseSpanish