Home Alagoas Guia de Maceió: todas as informações para sua viagem + sugestão de roteiro em Alagoas

Guia de Maceió: todas as informações para sua viagem + sugestão de roteiro em Alagoas

por Gabriela Mendes
Guia de Maceió: todas as informações para sua viagem + sugestão de roteiro em Alagoas

Imagine um lugar de praia paradisíaco, com águas bem azuis, corais, peixinhos coloridos e um povo um tanto quanto simpático. Esse destino também tem uma gastronomia de ponta, com restaurantes que vão desde uma comida caseira saborosa até cardápios super elaborados. O melhor de tudo é que esse lugar existe e fica pertinho da gente, em Maceió.

Desde pequena eu ficava fantasiando essa cidade, já que minha mãe e minha avó nasceram por lá e me contavam sobre os mergulhos na praia de Jatiúca, os passeios na Lagoa Mundaú e as ruas por onde construíram suas histórias. Minha vó diz que quando foi morar em Manaus, chorava de saudades ao lembrar das praias azuis (mas nada contra a capital do Amazonas, que também mora no meu coração) <3.

Praia-ponta-verde-maceio-blog-gira-mundo

Praia de Ponta Verde

Só fui visitar o destino já adulta, com meus vinte e poucos anos e foi amor à primeira vista. Entendi a saudade do mar quentinho que minha avó tinha, andei pelas ruas e conheci as belezas naturais. Hoje posso dizer com propriedade que Maceió tem algumas das melhores praias do Brasil e é um ótimo ponto de partida para outros destinos paradisíacos de Alagoas, como a Foz do Rio São Francisco e os Cânions do Xingó.

Vem viajar neste guia e saiba de todas as dicas para montar sua viagem: o que fazer, onde se hospedar, onde comer, quando ir e quanto tempo ficar

O que fazer

Maceió é um destino indicado para quem ama uma vida mansa, passando os dias entre uma praia e outra e comendo frutos do mar fresquinhos em quiosques.

Mas programe-se para sair cedo, já que lá pelas três da tarde os coqueirais começam a fazer sombra nas faixas de areia e bate um ventinho gelado.

Praias urbanas: Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca

Pajuçara é a mais movimentada: é ali que fica grande parte dos hotéis. As jangadas coloridas levam os turistas para as piscinas naturais a poucos minutos da orla. Porém, infelizmente as águas já não são mais cristalinas. Se quiser ir mesmo assim, não deixe de consultar a tábua das marés e se informar do melhor horário. Para o passeio, não é preciso fechar com agência, o acerto de contas pode ser feito diretamente com o barqueiro. Aproveite e dê uma passada na Feirinha de Artesanato.

DSC_0702

Pôr do sol em Paripueira

Caminhe pela areia até chegar em Ponta Verde, a melhor praia urbana. Ela é rodeada de coqueirais e tem dois quiosques ótimos: o Lopana e o Kanoa. Apesar de eu não gostar desse clima de DJ na praia e etc, recomendo ir no Lopana quando não tem essas programações, pegar um guarda-sol e uma cadeira na areia e ficar petiscando e mergulhando no mar o dia todo. Uma dica também é alugar um caiaque para olhar os corais. Esses quiosques também oferecem passeios para as piscinas naturais.

Fazendo a curva da orla, ainda em Ponta Verde, fica um pedaço da praia mais calmo, sem tantas pessoas. Bem na curva, fica um antigo clube em ruínas – eu adorei o visual para tirar umas fotos. Andando um pouco, fica Jatiúca, a praia mais tranquila de todas. Porém, o mar não é tão calminho, porque a praia não é protegida pela barreira de recifes como as outras.

10942364_10206092649021127_4744542809010241187_n

Ruínas do antigo clube em Ponta Verde

Praias do Litoral Norte

A poucos minutos do centro da cidade, percorrendo a orla, se chega a mais praias maravilhosas.  Ipioca é boa para todos os gostos. No seu canto esquerdo é tranquila e residencial, cercada por mansões e casas de temporada. No canto direito é onde fica o quiosque Hibiscus, indicado pra quem gosta de clima de “night/balada na praia” (o que não é meu caso, mas faz bastante sucesso por lá).

praia-de-ipioca-maceio-blog-gira-mundo

Praia da Ipioca, Maceió.

Indo ainda mais ao norte pare na Praia da Sereia, para tirar uma foto da estátua de sereia (claro) que fica na barreira de corais e siga até Paripueira, que é um município de Maceió e onde fica uma praia linda com o mesmo nome. Por lá é possível fazer um passeio às piscinas naturais, que é bem melhor do que em Pajuçara.

praia-da-sereia-maceio-blog-gira-mundo

Praia da Sereia

Praias do Litoral Sul

As praias do Litoral Sul também têm barreira de corais, o que faz com que as águas fiquem bem calmas. A primeira delas é a Praia do Saco e, logo em seguida fica a Praia do Francês. As duas têm uma paisagem maravilhosa, mas ficam lotadas! Como são muito conhecidas e não existe tanto controle ambiental por lá, urbanizaram os arredores e construíram quiosques à beira-mar. Só vá se for durante a semana e fora de temporada, se não é furada. De qualquer forma, para ter sossego a dica é sempre ficar longe da parte urbanizada, indo para os cantos das praias.

Barra de São Miguel fica logo depois e é um dos destinos queridinhos dos alagoanos no verão. Há várias casas de praia e o lugar também fica cheio na alta temporada. Porém, como a faixa de areia é grande, dá para achar tranquilidade. É por lá também que fica o Praêro, um quiosque badaladinho que tem comidas deliciosas.

Após percorrer quase 40km, enfim o (quase) paraíso: a Praia do Gunga. Eu digo quase, porque, apesar da praia ser maravilhosa e menos cheia que as outras no verão, infelizmente é ocupada de uma forma péssima, com muitas cadeiras e mesas na areia. Portanto, mais uma vez a dica: não vá em domingos e feriados! Deixe para explorar o Gunga com tranquilidade, porque esse lugar merece. Quando chegar a praia, suba no mirante para ter uma vista linda dos coqueirais com o mar azul turquesa.

Uma dica no Gunga é fazer o passeio até as falésias. Na própria praia tem vários guias locais que se oferecem para te levar ao destino de buggy e custa, em média, R$50 por pessoa.

mirante-da-praia-do-gunga-maceio-blog-gira-mundo

Mirante da Praia do Gunga

Dunas de Marapé

Um bate-volta muito procurado no litoral sul é conhecer as Dunas de Marapé, que tem uma praia bem bonita e, para visitar as falésias, é preciso pegar um barquinho e atravessar o Rio Jequiá. Porém, não é imperdível se você já conheceu as falésias do Gunga.

Pontal da Barra e Lagoa Mundaú

O passeio de barco nas nove ilhas da Lagoa de Mundaú é muito procurado pelos turistas na cidade. As ilhas formam um arquipélago com uma biodiversidade rica e passar o dia por lá é bem bonito.

Porém, vá por mim e não compre esses passeios de escuna que são oferecidos em muitos lugares – na minha opinião é furada. Esse tipo de tour é vinculado ao maior restaurante, o Carlito e você acaba ficando a maior parte do tempo nele. Vá conhecer as ilhas se você conseguir um barco para poucas pessoas e que tenha certa liberdade na hora de decidir as paradas.

A Lagoa é fonte de renda para muitos pescadores, mas vem sofrendo uma baixa no nível da água e está poluída. Respeite o local, não deixe resíduos e, se quiser fazer o passeio de escuna, procure se informar sobre a empresa.

A maioria dos passeios sai de Pontal da Barra, a 20km do centro de Maceió, no município de Marechal Deodoro. É lá também que fica a Rua das Rendeiras, aproveite para admirar as famosas rendas alagoanas na feirinha e observar as artesãs tecendo na hora. E, é claro, almoce em um dos restaurantes, já que é no Pontal que ficam alguns dos melhores pratos de frutos do mar.

Passeios por perto

Foz do Rio São Francisco

Um dos passeios mais lindos de Alagoas/Sergipe é conhecer a Foz do Rio São Francisco. Os barcos saem de Piaçabuçu, que fica a 130km de Maceió. Dá para fazer um bate-volta se você sair bem cedinho! Saiba todas as informações clicando aqui.

Foz-rio-sao-francisco-alagoas-blog-gira-mundo

Foz do Rio São Francisco

Penedo

A cidade histórica de Penedo lembra muito Paraty, no Rio de Janeiro, com suas casas coloridas e ruas de pedra. Ela fica a 170km de Maceió e a 28km de Piaçabaçu, da onde saem os passeios para a Foz do Rio São Francisco.  Não deixe de observar o Convento e Igreja Santa Maria dos Anjos, construído no século 19.

 

Sugestão de roteiro de uma semana em Alagoas

3 noites em Maceió, conhecendo as praias da cidade e fazendo passeios bate-volta

1 noite em Penedo, depois de fazer o passeio da Foz do Rio São Francisco

1 noite em Piranhas, para fazer o passeio do Cânion do Xingó

1 noite em Maragogi/São Miguel dos Milagres

1 noite de volta para Maceió – ou se quiser, siga viagem para Pernambuco 🙂

Onde comer

Só de pensar em Maceió, fico com água na boca. A capital do Alagoas reserva o melhor dos dois mundos: lugares simples com uma comida caseira deliciosa e restaurantes bem conceituados, com menus elaborados e gostosos. Resumindo, você estará em uma das melhores cidades do Nordeste para comer.

restaurante-ocara-maceio-blog-gira-mundo

Restaurante Ocara, em Maceió

Por conta disso, começo minhas dicas pela gastronomia típica da região, com direito a muitos frutos do mar, queijo coalho e carne de sol. O Bodega do Sertão funciona no estilo buffet, dá pra provar de tudo um pouco. O Vila Chamusca Arte e Gastronomia é completamente delicioso, fica em Ipioca e tem uma vista linda para o mar (está em reformas e reabre em outubro de 2017). Ali perto dele está o Ocara, que também tem a proposta de frutos do mar e pratos típicos. 

Também dá para provar os sabores do mundo na cidade, inclusive no melhor peruano do Brasil, o Wanchako. Uma dica de ouro para quem gosta de gastronomia italiana é provar o Basílico Pizza Ao Talho. O lugar é bem simples, com cadeiras de plástico na rua, bem barato, mas lá você come uma autêntica “pasta da mama” e uma pizza deliciosa, preparadas por um italiano que se apaixonou por uma alagoana e se mudou para Maceió.

Locomoção, segurança e infraestrutura

Maceió é um paraíso, mas infelizmente, como muitas cidades do nosso país, é abandonada pelo governo. Por conta disso, é famosa por ser a capital mais perigosa do Brasil, onde tem mais turismo sexual e muitas mazelas sociais. Para uma moradora no Rio de Janeiro, a segurança não é nada muito diferente, lembrando sempre de ficar atento.

Quanto à locomoção, a melhor forma de transitar é alugando um carro, para não ficar dependendo de passeios em agências de turismo e poder conhecer os lugares com mais liberdade. O transporte público em Maceió não muito bom, mas o Uber funciona normalmente na cidade.

Quando ir

Entre outubro e março o tempo é mais firme, chove menos e as águas das praias ficam mais azuis.

Nos meses de abril a setembro há mais chances de chuva e muita ventania; evite esta época. Graças ao saneamento precário da cidade, quando chove as praias ficam sujas.

21314558_10214595556428498_4398030447189177951_n

Igreja Nossa Senhora da Corrente, em Penedo

Quanto tempo ficar

Fique ao menos três dias em Maceió. Apesar de ter muitas praias próximas, o bom é escolher no máximo duas delas por dia, sentar em uma cadeira e relaxar. Se você for fazer os passeios bate-volta, adicione mais dias ao roteiro.

Onde se hospedar

A maior parte dos hotéis fica na orla de Jatiúca, Ponta Verde e Pajuçara. Jatiúca é onde tem a maior oferta, mas recomendo se hospedar em Ponta Verde ou Pajuçara para curtir praias melhores e ter mais tranquilidade.

Mochileiros podem ficar no Brazuka Hostel; a indicação para quem procura conforto é no Cais da Praia: um hotel simples, mas que fica de frente para a praia de Jatiúca e tem um café da manhã delicioso. Se você quer luxo, pode se hospedar no Best Western Premier Maceió.

Não esqueça que o Airbnb também tem apartamento fofos que costumam ser uma ótima opção.

Paripueira-Maceio-Brasil-blog-gira-mundo

Praia de Paripueira, em Maceió

DICAS PARA PLANEJAR SUA VIAGEM (4)

ROTEIRO PERSONALIZADO – nós planejamos toda sua viagem e entregamos um roteiro detalhado com sugestão de passeios dia a dia, dicas de restaurantes, locomoção e melhores atrações. Também fazemos assessoria de passagens aéreas, hotéis e tudo que você precisar. Perfeito pra quem ama viajar, mas não gosta ou não tem tempo de se programar.

HOSPEDAGEM – reserve seu hotel com o nosso link do Booking e ajude a manter o blog no ar! Não tem nenhuma alteração de preço pra você, mas nós ganhamos uma pequena comissão.

ALUGUEL DE CARRO – nosso parceiro de reservas é o RentCars, que faz busca das melhores tarifas com as principais locadoras.

Nós amamos viajar pelo Brasil <3

Veja todos os nossos destinos nacionais aqui 

Posts relacionados

1 Comentário

Conheça a Foz do Rio São Francisco, onde o Velho Chico encontra o mar, em Alagoas – Gira Mundo 05/09/2017 - 16:44

[…] Guia de Maceió: todas as informações para sua viagem + sugestão de roteiro em Alagoas […]

Reply

Deixar um comentário

EnglishFrenchPortugueseSpanish