Home Giro no Brasil Dicas de Visconde de Mauá, o charmoso destino da Serra da Mantiqueira

Dicas de Visconde de Mauá, o charmoso destino da Serra da Mantiqueira

por Gabriela Mendes
Dicas de Visconde de Mauá, o charmoso destino da Serra da Mantiqueira

Se você gosta de clima de montanha, boa gastronomia e passeios na natureza, Visconde de Mauá é o lugar ideal para passar alguns dias e recarregar as energias. O ritmo é tranquilo, bom para quem viaja em casal ou em família e a programação se divide em cachoeiras e restaurantes gostosos.

_DSC0805

O destino fica entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais e pertence ao município de Resende, no Rio. Primeiro, é preciso esclarecer que a região de Visconde de Mauá se divide em várias vilas e as três principais são: Mauá, Maringá e Maromba. Mauá leva a fama pelo nome, porém, apesar de ser uma gracinha, não tem muitos atrativos. Subindo a serra por mais 5km, se chega a Maringá, a vila que tem mais opções de restaurantes e pousadas. Depois de 3km está Maromba, a mais roots e a que fica perto de grande parte das cachoeiras.

Petfriendly

A Bibi fez essa viagem com a cadela dela, a Kiara. O destino é super petfriendly, é possível levar seu animal de estimação a várias cachoeiras e os restaurantes têm área externa. O importante é só manter a conscientização de não deixar resíduos e respeitar as outras pessoas.

_DSC0716

Eu e Kiara na Cachoeira Santa Clara

Conheça Visconde de Mauá pelas nossas dicas: o que fazer, quantos dias ficar, quando ir, onde se hospedar, onde comer…

O que fazer

Quase todas as atrações da região são voltadas para a natureza, já que há várias cachoeiras e trilhas. A minha primeira dica é parar no Centro de Informações Turísticas, que fica em Visconde de Mauá, para pegar um mapa e, se interessar, se informar sobre as cachoeiras mais afastadas.

A maioria das cachoeiras são de fácil acesso e as trilhas não precisam de preparo físico, já que costumam ser curtas.

Sítio Cachoeiras do Alcantilado

Na estrada que leva a Bocaina de Minas fica o Sítio Cachoeiras do Alcantilado. O lugar é um parque privado com nove quedas d’água e uma mega estrutura. Na trilha de 1,5km de subida tem vários lugares gostosos para tomar banho e dois mirantes bem bonitos. A caminhada não tem nenhuma dificuldade, já que é equipada com corrimãos e caminhos demarcados. Só precisa ter um pouco de fôlego mesmo. 😉

_DSC0871

É preciso pagar uma taxa de R$16 por pessoa para entrar e não é permitido animais de estimação. Vale destacar que eles oferecem um canil bem espaçoso para viajantes desavisados que levam seus bichinhos sem saber que não podia (como eu).

Cachoeira Santa Clara

Na estrada entre Maringá e Maromba fica a Santa Clara, uma das quedas d’água mais famosas da região. O acesso é muito fácil e o maior atrativo é admirar o paredão de 30 metros, onde algumas pessoas praticam rapel. É permitido animais de estimação e a entrada é gratuita.

_DSC0680

Toca da Raposa

Na mesma estrada da Santa Clara, fica a Toca da Raposa. A cachoeira fica dentro de uma propriedade privada e tem uma taxa de R$4 por pessoa. No local, tem uma queda d’água bem forte, mas não muito alta, uma gruta e um mirante. Uma dica é provar a batida de limão cravo com cachaça que vendem no restaurante do mirante e comer um pastel. Ah, seu animal de estimação é bem-vindo!

_DSC0766

Cachoeira do Santuário

Seguindo a estrada que leva à Toca da Raposa, fica a Cachoeira do Santuário. Eu acabei não indo, mas parece bem bonita. É preciso pagar uma taxa de R$33 e não é permitido entrar com animais de estimação.

Cachoeira do Escorrega e Poção da Maromba

Quem se hospeda na Maromba pode ir a pé para esses dois lugares, que são excelentes para tomar banho. A Cachoeira do Escorrega, como já diz o nome, é procurada para escorregar na pedra e fica a 5km da vila. Já o Poção tem cinco metros de profundidade, bom para curtir sem pressa entre um mergulho e outro. Fica a 1km da vila, se tiver coragem é possível pular do alto de sua pedra! As duas são gratuitas e petfriendly.

IMG_6129

Véu da Noiva

A cachoeira também fica na vila da Maromba e tem um acesso muito fácil. Ela é bem bonita e está cercada de natureza.

Trilha nas cachoeiras de Brumado, Paiol e Cinco Estrelas

Essa opção é para as pessoas que gostam de mais aventura. Essas três cachoeiras ficam na vila de Santo Antônio, a cerca de 22km de Maringá e são bem mais altas do que as cachoeiras das vilas. A do Brumado tem 90 metros de altura, a do Paiol, 120 metros e a Cinco Estrelas é a maior delas, com 200 metros.

É preciso fazer o passeio com um guia, já que o caminho só é feito com 4 x 4 e estar com preparo físico! Se informe no Centro de Informações Turísticas ou na sua pousada.

Onde comer

Eu diria que comer bem é uma das principais atrações de Visconde de Mauá. Depois de um dia entre cachoeiras e trilhas, nada melhor do que um jantar delicioso em um dos seus restaurantes. São muitas opções!

Eu fui e recomendo o Zucchine, um restaurante italiano-contemporâneo delicioso. As porções são bem servidas e os pratos custam em torno de R$40-60 reais. Ele fica em Maringá.

IMG_6135

Ragu de cordeiro com polenta, no Zucchine

Outro lugar maravilhoso é o Gosto com Gosto, eleito várias vezes o melhor mineiro do Brasil. Pedi um prato de tutu de feijão (R$115 para duas pessoas) que estava divino. Além disso, o buffet de sobremesas é gratuita e você pode comprar alguns dos quitutes na lojinha do restaurante. Ele fica na vila de Visconde de Mauá.

_DSC0975

Prato de tutu do Gosto com Gosto

Outros que parecem ótimos, mas não tive tempo de provar são o Filho da Truta, Rosmarinus, Pronobis e Borbulha.

No restaurante-pousada Terra da Luz tem jazz ao vivo todo final de semana, mas é preciso pagar uma taxa de R$50 de couvert artístico.

Não deixe de provar a cerveja artesanal Serra Gelada, que é produzida na região.
_DSC0971

Como se locomover e como chegar

A maioria das pessoas vai ao destino de carro, ficando muito fácil de se locomover. Grande parte das cachoeiras fica perto das vilas.

Porém, se você vai de ônibus, é melhor ficar hospedado em Maromba para conseguir fazer tudo a pé, já que não há muitas opções de transporte público.

A viação Cidade do Aço tem ônibus que vão direto do Rio de Janeiro para Visconde de Mauá. Veja mais informações no site oficial.

💡 No início de março aconteceu uma chuva muito forte na principal rodovia que leva à Visconde de Mauá, a RJ-163 e ela ficará interditada até abril ou maio de 2018. Porém, ainda tem como chegar à cidade por outro acesso: a Serra do EME. A estrada é de terra, aumenta cerca de 30 minutos no tempo de viagem, mas tem paisagens bem bonitas. Veja no mapa:
unnamed

Quando ir

No verão o clima é bem mais convidativo para mergulhar nas cachoeiras, mas as vilas ficam bem cheias. Sempre prefira finais de semana fora da alta temporada – entre dezembro e fevereiro – e sem feriados. A temperatura varia de 27 a 10 graus.

No inverno as vilas ficam bem menos cheias, o clima é uma delícia, mas tem que ter muita coragem para entrar nas cachoeiras, mesmo com sol, porque é beeem frio. A temperatura fica entre 15 e -5 graus.

Só não programe a viagem quando estiver com previsão de chuva, porque a maioria dos passeios é ao ar livre.

_DSC0685

Tomando coragem pra entrar na cachoeira gelada

Quantos dias ficar

Visconde de Mauá é um destino gostoso para passar o final de semana, de preferência, saindo cedo na sexta-feira. 3 dias ou um feriado prolongado são um tempo bom para conhecer a região, mas é claro que dá para ficar mais e conhecer todas as atrações.

Onde se hospedar

A escolha de hospedagem deve ser de acordo com o perfil de cada vila.

Em Maringá há opções de pousadas excelentes e restaurantes. Porém, é ideal se você estiver de carro, porque a maioria das cachoeiras fica em Maromba ou não dão para ir a pé. A vila é uma gracinha.

Maromba é mais roots, bem mais simples que Maringá, com opções de camping, hostel, mas também tem pousadas ótimas.

Eu fiquei hospedada no Refúgio das Aves, que fica no Vale do Pavão, a 2km de Maringá. Amei a pousada, recomendo muito. Ela é dividida em vários chalés com tamanhos diferentes e os quartos são muito confortáveis, com lareira para se aquecer em noites frias. O café da manhã é sensacional e a área externa tem sauna e piscina.

IMG_6131
DICAS PARA PLANEJAR SUA VIAGEM (4)
ROTEIRO PERSONALIZADO – nós planejamos toda sua viagem e entregamos um roteiro detalhado com sugestão de passeios dia a dia, dicas de restaurantes, locomoção e melhores atrações. Também fazemos assessoria de passagens aéreas, hotéis e tudo que você precisar. Perfeito pra quem ama viajar, mas não gosta ou não tem tempo de se programar.
HOSPEDAGEM – reserve seu hotel com o nosso link do Booking e ajude a manter o blog no ar! Não tem nenhuma alteração de preço pra você, mas nós ganhamos uma pequena comissão.
ALUGUEL DE CARRO – nosso parceiro de reservas é o RentCars, que faz busca das melhores tarifas com as principais locadoras.

Quer saber de mais destinos para passar poucos dias? Veja nossas dicas de roteiros:

3 dias em São Paulo: entre restaurantes e museus
Inhotim e BH em 3 dias

Posts relacionados

1 Comentário

Glauma 21/07/2017 - 22:42

Vale a pena passar um feriado longo ou mesmo um final de semana, Visconde de Mauá é muito charmosa as dicas foram aprovadissimas!!!

Reply

Deixar um comentário

pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR