Home Giro no Brasil São Paulo: as atrações indispensáveis para sua primeira viagem

São Paulo: as atrações indispensáveis para sua primeira viagem

por Gabriela Mendes
São Paulo: as atrações indispensáveis para sua primeira viagem

São Paulo, a capital paulista, é uma imensidão de possibilidades e vive ligada na tomada 24h por dia. A metrópole é vibrante, seus restaurantes vivem lotados, as ruas movimentadas, o é trânsito caótico e, por conta disso, é um destino muito interessante para conhecer, bem diferente de todas as outras cidades do Brasil.

Nós separamos alguns dos principais lugares para conhecer em SP, com sugestões de roteiros e dicas de restaurantes

_DSC0108

Pegando chuva na Avenida Paulista

Centro histórico

Sugestão de roteiro a pé

Uma boa forma de começar a conhecer São Paulo é visitando seu Centro Histórico. Comece o dia na Catedral Metropolitana de São Paulo, ou mais conhecida como Catedral da Sé. A entrada é gratuita, mas há visitas guiadas por R$5 (segunda a sexta, das 8h às 19h; sábado, das 8h às 17h; domingo, das 8h às 13h).

>> Quem vai de metrô começa o passeio de lá, já que a multidão da estação da Sé é uma atração por si só – mas, não se assuste, porque você vai ficar muito apertado!

DSCN2380

Em seguida, caminhe até o Pateo do Collegio, a primeira construção da cidade e onde São Paulo foi fundada, em 1554. O local era usado para catequizar os índios pelo Padre José Anchieta e atualmente abriga um centro cultural. Veja mais no site. (de terça a domingo, de 9h às 16h30; segunda, fechado).

Continue o passeio no Viaduto do Chá, o primeiro viaduto de São Paulo, construído em 1892. Depois de atravessá-lo, admire o Theatro Municipal. As visitas guiadas são gratuitas e vale a pena conferir a programação no site.

Cruze a Ipiranga e a Avenida São João para fazer jus à música de Caetano e de Davi Byrne. Depois, atravesse o Viaduto Santa Efigênia até o Mosteiro de São Bento. Vale muito a pena se programar para assistir ao canto gregoriano, que acontece de segunda a sexta, às 18h; sábados, 17h e domingos, 17h30.

DSCN2383

A loucura da 25 de março

Depois da paz no Mosteiro, siga para a loucura da 25 de Março e, se quiser, dê uma garimpada e faça umas comprinhas. Se estiver tonto com o vai e vem de pessoas, continue até o Mercado Municipal, um dos lugares mais típicos da cidade. Se perca em seus corredores e prove o sanduíche de mortadela, o pastel e o bolinho de bacalhau. Tudo é enorme e, se você estiver com mais gente, a boa é dividir.

 

Termine o dia na Estação da Luz, com seu prédio de 1901 todo reformado e muito bonito. É lá também que fica dois centro culturais excelentes, o Museu da Língua Portuguesa (fechado para restauro depois de um incêndio) e a Pinacoteca do Estado.

Outro lugar que fica próximo é a Sala São Paulo. Eu recomendo muito olhar a programação e assistir a um concerto da Orquestra Sinfônica de São Paulo. O interior do prédio é tão lindo quanto seu exterior. É possível fazer uma visita guiada de segunda a sexta, por R$5 e aos sábados e domingos a visita é gratuita. Além disso, aos domingos, há concertos gratuitos às 11h.

Dica: no centro, tem um restaurante grego super tradicional chamado Acrópole. Se você gostar de experimentar novos sabores, vale a pena comer por lá.

Avenida Paulista

A Paulista é a cara de São Paulo. A grande avenida é um dos lugares imperdíveis no seu roteiro e deve ser conhecida de uma ponta a outra. Comece na Estação Paulista do Metrô e vá caminhando.

DSCN2352

Alguns dos pontos legais para dar uma parada são a Livraria Cultura (que é um mundo de tão grande), o Museu de Arte de São Paulo – MASP e o parque que fica em frente, o espaço cultural Casa das Rosas, o Centro Itaú Cultural e o recém aberto Japan House. Não esqueça de admirar o grafite feito por Eduardo Kobra, que é uma homenagem à Oscar Niemeyer, em frente ao Shopping Pátio Paulista, no Edifício Ragi.

be72f403e84a2cd9b1fe02983b572e4b

O melhor horário para admirar o movimento da Paulista é durante o dia, quando há um grande vai e vem de pessoas e carros. Porém, aos domingos, também é agradável, já que a avenida fica fechada para carros e tem livre circulação de pedestres e bicicletas.

_DSC0100

Parque Ibirapuera

Quem diz que São Paulo só tem prédio nunca andou nos jardins do Ibirapuera. O parque é lindo e super gostoso para ser visto a pé ou de bicicleta.

 

Alguns dos pontos principais são o Lago das Garças, a Marquise, onde várias pessoas ficam andando de skate, o Monumento às Bandeiras (que fica fora do parque, mas bem do lado), o Obelisco, o Jardim das Esculturas e o Auditório Ibirapuera. Além disso, o Ibirapuera também tem vários museus, o Oca, Museu Afro Brasil, Museu de Arte Moderna e o Museu de Arte Contemporânea – MAC, que fica fora do parque, mas bem em frente.

DSCN2436

Oca

Museus

Quem gosta de arte, tem um bom motivo para visitar São Paulo, já que a cidade sempre tem muitas exposições e costuma ser o primeiro lugar – e às vezes o único – a receber mostras internacionais.

DSCN2440

Museu de Arte Contemporânea – MAC

Os mais procurados são o Museu de Arte de São Paulo – MASP, Museu da Língua Portuguesa, a Pinacoteca do Estado e o Museu do Futebol.

Vale a pena também olhar a programação do Museu da Imagem e do Som – MIS, ir no MUBE – Museu Brasileiro de Escultura (que fica em frente ao MIS), no Instituto Tomie Otake na recém inaugurada Japan House.

_DSC0235

Museu de Arte de São Paulo – MASP

Outros espaços muito bons são o Museu de Arte Contemporânea – MAC, Museu Afro, Museu de Arte Moderna, Casa das Rosas, Espaço Itaú Cultural, Centro Cultural do Banco do Brasil – CCBB.

Saiba aqui como foi meu final de semana em São Paulo entre restaurantes e museus

Bairro da Liberdade

O fluxo de imigrações japonesas no Brasil, a partir de 1908 e com um boom entre 1917 e 1940, se concentrou, principalmente em São Paulo. Por conta disso, a cidade tem um pedacinho do Japão no bairro da Liberdade.

O legal é visitar o bairro aos sábados e domingos, quando rola a feirinha de comidas de rua na Praça da Liberdade. O movimento de pessoas é intenso, ficando menos cheio na parte da manhã. Quando chega meio dia mal dá para andar.

_DSC0032

Bolinhos de feijão azuki sendo preparados na feira

Uma das coisas mais interessantes é entrar (e comprar) nos mercados japoneses. Um dos mais baratos e que tem mais variedade é o Marukai.

_DSC0040

E essa embalagem de algas simplesmente maravilhosa? <3

Os restaurantes também são bem tradicionais, vale a pena se programar para almoçar por lá. Me recomendaram o Izakaya Issa e o Kintaro, mas acabei não indo.

Fique ligado no calendário de festas típicas! Confira esta matéria do Estadão para ficar por dentro.

DSCN2331

Decoração durante o Tanabata Matsuri, o festival das estrelas que acontece em julho

Pinheiros e Vila Madalena

Pinheiros e Vila Madalena são bairros bem legais e descolados. Um trajeto legal é começar por Pinheiros, subindo a rua Fradique Coutinho que tem várias lojinhas, galerias de arte, restaurantes e bares. Em alguns minutos de caminhada, se chega à Vila Madalena. Aproveite para dar uma conferida no Beco do Batman, que se tornou uma galeria de grafite a céu aberto.

DSCN2415

Beco do Batman – foto da Carla Vila

Vale à pena lembrar que ali perto, todos os sábados, rola uma feirinha na Praça Benedito Calixto, com produtores artesanais, antiguidades e comidinhas. O passeio ainda conta com uma trilha sonora do chorinho que rola por lá, de 14:30 às 18:30.
Ah, à noite os bairros são sempre agitados, com vários barzinhos e restaurantes gostosos!

DSCN2423

Parede verde em Vila Madalena <3

Noite na Rua Augusta

A Augusta é um dos melhores lugares para sair em São Paulo – e também um dos que você mais vê gente de todos os estilos junta. De preferência, chegue no início da noite, para tomar um café no Urbe e, se quiser mudar o visual, vá ao Retro Hair, um salão de beleza bem diferentão. Já a Fábrica Augusta é um espaço multicultural que reúne drinques, comidinhas, arte e música. Quando a noite está esquentando, a esquina das ruas Augusta e Peixoto Gomide fica lotada.
Se quiser respirar novos ares, caminhe até a Praça Roosevelt e vá ao Drosofilia, um bar-restaurante que fica em um casarão e ao Lekitsch.
O bar mexicano Exquisito! também é uma boa pedida e fica na rua Bela Cintra, paralela a Augusta.

Comer bem

Tá aí uma das grandes atrações de São Paulo: comer. A cidade tem um número de restaurantes que deixa qualquer um de queixo caído: mais de 15 mil! Você encontra a gastronomia de todas as partes do mundo, com opções de dar água na boca. As dicas de lugares gostosos são infinitas… ai vai algumas das minhas:

Indiano no Tandoor – o restaurante é bem tradicional, há vários indianos comendo. Só  tome cuidado com a pimenta!

Ramen no Tantan Noodle Bar – o ramen é uma espécie de “sopa” japonesa com macarrão, porco, ovo. Parece estranho, mas é delicioso e perfeito para dias frios.

 

Hambúrguer no Cabanas e Meat Chopper – as dicas de hambúrguer em São Paulo não acabam nunca. Esses foram dois lugares que eu experimentei e adorei.

IMG_5907

Hambúrguer com maionese trufada do Meat Chopper

Pizza no Bráz, Speranza e Picco – lendas dizem que a pizza de São Paulo é melhor do que a da Itália… confesso que eu não consegui decidir, as duas são sensacionais.

IMG_5721

Pizza rústica do Picco

Nordestino no Mocotó – recomendo muito se você gosta de carne de sol, escondidinho de carne seca, queijo coalho, dadinho de tapioca…só se prepare para pegar muita fila!

DSCN2370

Almoço no Mocotó. Só de olhar a foto dá água na boca!

Massas no bairro Bixiga – as imigrações italianas em São Paulo também foram muito fortes e o bairro Bixiga é cheio de restaurantes com as melhores massas da cidade.

Vegano bom e barato no Pop Vegan Food. O buffet livre custa R$10 às segundas-feiras, R$15 de terça a sexta e R$18 aos sábados.

Gastronomia contemporêna no D.O.M e Casa do Porco.

Gelato na Baccio de Latte e Gelato Boutique.

_DSC0179

Que tal um roteiro de 3 dias entre restaurantes e museus em SP? Dá uma olhada aqui!

Posts relacionados

3 Comentários

3 dias em São Paulo: entre restaurantes e museus – Gira Mundo 05/06/2017 - 13:45

[…] São Paulo: as atrações indispensáveis para sua primeira viagem […]

Reply
Glauma 05/06/2017 - 23:15

São Paulo tem de tudo, verdadeiramente uma grande metrópole! Lendo a reportagem dæ vontade de dedicar uma semana para comprovar todas as dicas.

Reply
Gabriela Mendes 06/06/2017 - 10:50

<3

Reply

Deixar um comentário

EnglishFrenchPortugueseSpanish