Visita às comunidades Maias de San Juan Chamula e San Lorenzo Zinacantán

Chiapas, estado mexicano que faz fronteira com a Guatemala, tem um terço de sua população descendente dos maias.  Muitos, inclusive, preservam seus costumes, o idioma pré-hispânico e suas vestimentas com as características particulares de cada comunidade. Partindo da cidade colonial de San Cristóbal de Las Casas, na região central do estado, duas comunidades que considero a visita indispensável são as vilas de San Juan Chamula e San Lorenzo Zinacantán. As duas me impressionaram muito e marcaram a minha visita ao México. Ambos os povoados, mantiveram muito de suas identidades culturais únicas e religião, que mistura as crenças católicas com as crenças pré-hispânicas fundadas no animismo.

A primeira, San Juan Chamula, é uma comunidade bem humilde à 10km de San Cristóbal. Chamula é o termo utilizado para nomear diversas etnias maias que habitam as montanhas de Chiapas como os Tzotzil, os Tzeltal, os Mame, os Tojolabal e os Choles. As mulheres Chamula, tradicionalmente usam saias pretas felpudas e seus cabelos trançados, os homens parcas felpudas em preto ou branco.

A igreja de San Juan impressiona pela peculiaridade. Poucos visitantes podem ingressar em seu interior, onde realizamos a força do sincretismo que existe nestes povoados fruto da evangelização, sobretudo no século XVI. Lá dentro, uma grande cruz e altares com santos católicos, mas no chão ramas de pinheiro, a árvore sagrada dos Chamula, espalhadas e muitas velas acesas, criando uma atmosfera mística. Os maias tem o costume de rezar sentados no chão com seus familiares, acendendo velas e oferecendo, refrigerantes (sim a oferenda é Coca-Cola!), os homens, tomam bebidas álcoolicas.

A Coca-Cola chegou nesses pequenos povoados nos anos 70 e foi rapidamente incorporada em seus rituais milenares, que antes utilizavam cervejas doces e o chocolate. O refrigerante é considerado de deus, usada para manter o equilíbrio e os espíritos tranquilos, o que tem infelizmente agravado problemas de obesidade e diabetes nas comunidades.

san-juan-de-chamula-chiapas
Interior da igreja de San Juan Chamula, retirada do Tripadvisor. É proibida a fotografia em seu interior pelos turistas.

Já no cemitério, contrariando o costume pré-hispânico de deixar os restos mortais à mostra, os corpos são enterrados em covas rasas, com cruzes coloridas e muitas flores. No dia em que visitamos Chamula, uma família se reunia com música e comida ao redor do túmulo de um parente.

A segunda, San Lorenzo Zinacantán ou apenas Zinacantán, é um povoado de 36 mil habitantes de maioria Tzotzil à 11km de San Cristóbal conhecido pelo cultivo de flores e artesanato em lindos bordados com esta temática, que conferem uma identidade singular à comunidade: os homens usam túnicas rosas bordadas e chapéus, já as mulheres, saias roxas e xales rosa ou púrpura sobre blusas ricamente bordadas com motivos florais. Ao contrário do que acontece no Peru e em outros povoados pré-hispânicos da América, que mantém seus trajes muitas vezes para os turistas verem, nestes povoados nota-se que é realmente e exclusivamente assim que estes se vestem.

2014-12-20_08-12-06___9460
Como não ficar apaixonada por esses bordados? ❤

Minha visita a Zinacantán jamais poderá ser esquecida, era um domingo, a igreja e o zocálo estavam lotados com um pequeno show e competição esportiva e absolutamente toda a população se vestia com tais trajes. Imagine uma praça inteira florida. O interior da igreja de San Lorenzo, assim como em San Juan Chamula, apresenta forte sincretismo: altares com imagens católicas, um batizado acontecendo, ramas de pinheiro no chão e muitas e muitas flores em colunas.

img_1559

Infelizmente, tenho pouquíssimos registros fotográficos desses povoados, pois os Maias acreditam que a fotografia rouba suas almas, então tenha muita cautela ao tirar fotos.

cp-cc3a1rtel-de-bienvenida-a-zinacantc3a1n-a-16km-de-san-cristobal1

Apesar de ser difícil não se sentir um intruso em lugares que mantém sua cultura diversa tão viva, para mim foi uma experiência única ser espectadora disso tudo.

É recomendável ir com um guia ou um tour nessas comunidades, para ter acesso a todos os locais, o que pode ser facilmente arranjado em San Cristóbal.

 Gostou desse post? Que tal dar uma olhada em outros posts sobre o México:

Roteiro de 16 dias pelo México

5 Motivos que vão te convencer a incluir Chiapas em seu roteiro pelo México

Cidade do México: o que não pode faltar na sua viagem para a capital mexicana

Bom giro! 🙂

3 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s