Home Europa Paris sem clichê: conheça o jardim suspenso "Promenade Plantée" e o parque "Bois de Vincennes"

Paris sem clichê: conheça o jardim suspenso "Promenade Plantée" e o parque "Bois de Vincennes"

por Gabriela Mendes
Paris sem clichê: conheça o  jardim suspenso "Promenade Plantée" e o parque "Bois de Vincennes"

Paris tem uma infinidade de coisas para fazer e a cada viagem se descobre um pouco mais dessa cidade cosmopolita. As atrações da Bastilha não são tão conhecidas, mas mesmo assim o bairro é incrível para ser explorado a pé e sentir o gostinho da vida parisiense. Além das feiras, lojas alternativas e bistrôs da moda, um passeio bem legal e que é pouco conhecido por turistas é o Promenade Plantée, também conhecido como La Coulée Verte. Se trata da área verde mais inovadora da cidade, um jardim suspenso com quase 5km de extensão no 12°arrondissement, construído em cima de uma antiga ferrovia. Depois de 1,5km de caminho suspenso, o trajeto segue até o parque Bois de Vincennes.

Um pouco de história…

O antigo Viaduc Vincennes em funcionamento. Foto: petiteceinture.org

O antigo Viaduc Vincennes em funcionamento. Foto: petiteceinture.org

A ferrovia Vincennes, que seguia até a Gare de Lyon, parou de operar em 1969. Porém, foi só após 20 anos que a prefeitura de Paris resolveu dar uma função para aquele grande espaço abandonado. Foi assim que nasceu a Promenade Plantée, uma ideia inovadora e sustentável, construída para o bem-estar dos parisienses.

Uma parte da Promenade Plantée: flores, área verde e ar puro em meio à urbanização parisiense.

Uma parte da Promenade Plantée: flores, área verde e ar puro em meio à urbanização parisiense.

A caminhada permite que se tenha uma nova perspectiva da cidade, com um ângulo diferente. Sem contar que tem todas as delícias de um parque: flores, caminhos verdes, bancos para ler um livro e fugir do que está embaixo: buzinas e todos os elementos estressantes de uma grande cidade. Não deixe de observar a arquitetura dos prédios que estão em volta do jardim.

Uma das vistas que se tem na Promenade Plantée. Dá até para dar uma espiadinha no apartamento dos outros :P

Uma das vistas que se tem na Promenade Plantée. Dá até para dar uma espiadinha no apartamento dos outros 😛

O caminho de bambus da Promenade Plantée

O caminho de bambus da Promenade Plantée.

Viaduc des Arts
Para aproveitar ainda mais a antiga ferrovia, os arcos que ficam embaixo do jardim também foram revitalizados e chamados de Viaduc des Arts. Hoje eles se transformaram em lojas de artesanato, design, moda, instrumentos musicais e diversas outras artes para todos os gostos. Vale a pena a visita.

Na parte de baixo do jardim suspenso fica o Viaduc des Arts, onde é possível encontrar diversas lojas de arte. Foto: localnomad.com

Na parte de baixo do jardim suspenso fica o Viaduc des Arts, onde é possível encontrar diversas lojas de arte. Foto: localnomad.com

A caminhada Promenade Plantée até o Bois de Vincennes
Depois de 1,5km de caminhada, o passeio desce ao nível da rua no Jardin de Reully e continua até o Bois de Vincennes, passando por túneis (sempre para pedestres), ruas residenciais e muitas áreas verdes. A minha dica é, depois de descer o viaduto, alugar uma bicicleta na Velib (bikes públicas de Paris). Eu fiz o caminho todo a pé, mas é bem cansativo – é preciso percorrer mais 3km até o Bois de Vincennes. Lembre-se que o parque é lindo – e grande – então vale a pena guardar as energias para conhecê-lo.

Um dos caminhos verdes que levam até o Bois de Vincennes.

Um dos caminhos verdes que levam até o Bois de Vincennes.

Um dos túneis que continuam a Promenade Plantée. O caminho é todo para pedestres e com uma faixa separada para bicicletas.

Um dos túneis que continuam a Promenade Plantée. O caminho é todo para pedestres e com uma faixa separada para bicicletas.

O que ver no Bois de Vincennes
Chegando no Bois de Vincennes, ainda há muita coisa para ver, ele representa um dos maiores parques da cidade junto com o Bois de Boulogne.  Reserve um tempo para descansar no gramado e se refugiar da vida agitada de Paris. O local conta com um enorme lago, o Lac Daumesnil.

Para se refrescar nos dias quentes de verão os parisienses ficam andando de barquinho no lago.

Para se refrescar nos dias quentes de verão os parisienses ficam andando de barquinho no lago.

Bem perto fica um templo budista tibetano, que funciona como sede da União Budista da França. Porém, ele só fica aberto ao público quando acontecem eventos, consulte no site. Se você tiver a oportunidade, não deixe de entrar no Pagode de Vincennes e ver a maior estátua do Buda na Europa, toda banhada de ouro e com mais de nove metros de altura.

O Buda de nove metros de altura é a principal atração no templo budista. Foto: wikimedia.org

O Buda de nove metros de altura é a principal atração no templo budista. Foto: wikimedia.org

Um dos lugares mais procurados no parque é o Château de Vincennes. No século 12 funcionava como uma cabana de caça e foi expandido até o reinado de Luís XIV, quando tomou suas dimensões atuais. Veja a fortaleza de mais de 52 metros de altura e a capela real.

O Château de Vincennes possui uma das fortalezas mais altas de toda a Europa. Foto: fr.wikipedia.org/

O Château de Vincennes possui uma das fortalezas mais altas de toda a Europa. Foto: fr.wikipedia.org/

A enorme área verde também conta com um jardim botânico incrível, o Parc Floral de Paris. Uma ótima opção para todas as idades, pois além da coleção maravilhosa de plantas, é a maior área de diversão da cidade com diversos brinquedos para crianças.

Um dos jardins coloridos do Parc Floral de Paris. Foto: wikimedia.org

Um dos jardins coloridos do Parc Floral de Paris. Foto: wikimedia.org

Aberto recentemente depois de uma grande reforma que durou seis anos, o Parc Zoologique de Paris abriga mais de 600 animais.

O parque tem uma área de 14,5 hectares, onde abriga mais de 180 espécies. Foto: AFP

O parque tem uma área de 14,5 hectares, onde abriga mais de 180 espécies. Foto: AFP

Promenade Plantée – dicas úteis

  • Preço: gratuito
  • Horário de funcionamento:

8h às 21h30 – de maio a agosto
8h às 17h30 – de setembro a abril

  • Estação de metrô: Bastille ou Gare de Lyon

Bois de Vincennes – dicas úteis

  • Horário de funcionamento e preços:

Château de Vincennes (€8,50/€5,50/gratuito): 10h às 18h15 – de abril a setembro/ 10h às 17h15 – de outubro a março
Parc Floral de Paris (€5/€2/gratuito): 9h30 às 21h – de maio a agosto/ resto do ano: horários reduzidos, checar no site
Parc Zoologique de Paris (€22/€16,50/€14): 10h às 18h – de abril a outubro/ 10h às 17h – de novembro a março

  • Estação do metrô: Porte Dorée e Chateau de Vincennes

Posts relacionados

6 Comentários

Cristiane Cardozo 16/12/2014 - 15:05

Obrigada pela dica, vou conhecer da próxima vez!

Reply
Gabriela Mendes 16/12/2014 - 15:47

É uma delícia de passeio, você vai gostar! Beijos

Reply
O essecial de Paris: 8 passeios que não podem faltar no seu roteiro – Gira Mundo 21/02/2017 - 20:36

[…] Para uma caminhada diferente, que começa nos jardins suspensos do bairro Bastilha até o Bois de Vincennes, confira esta matéria. […]

Reply
O essecial de Paris: 8 passeios que não podem faltar no seu roteiro - Eiras Junior - Designer de Interiores no Rio de Janeiro 15/03/2017 - 22:07

[…] Para uma caminhada diferente, que começa nos jardins suspensos do bairro Bastilha até o Bois de Vincennes, confira esta matéria. […]

Reply
Guia de Lyon: todas as dicas para sua viagem a cidade da França – Gira Mundo 27/02/2018 - 14:12

[…] Paris sem clichê: conheça o jardim suspenso “Promenade Plantée” e o parque “Bois de Vincenn… […]

Reply
Morar e estudar na França: todas as dicas e informações que você precisa – Gira Mundo 27/02/2018 - 14:19

[…] Paris sem clichê: conheça o jardim suspenso “Promenade Plantée” e o parque “Bois de Vincenn… […]

Reply

Deixar um comentário

pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR