Home Dicas 22 dicas para viajar barato pela Europa

22 dicas para viajar barato pela Europa

por Gabriela Mendes
22 dicas para viajar barato pela Europa

Viajar para a Europa é o sonho de muita gente, mas o maior problema é: dinheiro! Sem dúvidas ir para um lugar em que a moeda vale mais de 3 vezes do que a nossa é caro, mas nada do que uma boa economia, planejamento e jogo de cintura não resolvam. Para quem vai viajar com o orçamento apertado, dou algumas dicas econômicas de como ir pro velho continente com pouco sem ter que passar perrengue.

Dicas Gerais

1- A dica mais importante para quem quer economizar dinheiro e que vale para qualquer destino no mundo: não feche um pacote de viagem com agências. Fazer sua viagem por conta própria sai bem mais barato e, na minha opinião, é bem melhor. É possível procurar tudo na internet,  em sites e blogs ou contratar nosso Roteiro Personalizado 🙂

2- É melhor conhecer poucos lugares bem do que muitos lugares de passagem. A famosa Eurotrip de 15 cidades em 15 dias é como ver fotos: você vai achar lindo, mas não vai se sentir lá. Além de gastar mais dinheiro com transporte e hotéis, não dá pra realmente conhecer os lugares, só vai dar uma passadinha em alguns pontos turísticos. É claro que isso depende muito da cidade, por exemplo: eu não iria de passagem em Paris ou Madrid, mas rola de passar só um dia em Bruxelas ou Verona.

3- Levar muita bagagem custa caro e viajar de mochila é a opção mais prática. Em muitas empresas de avião e trem as malas não estão incluídas, só uma bagagem de mão com proporções pequenas. O valor para adicionar uma mala grande costuma ser caro, cerca de 15 a 30 euros (varia de acordo com companhia). Sem contar que é terrível chegar com muitas malas em várias cidades da Europa, principalmente se você for se deslocar de metrô até o centro. Em Veneza e Amsterdam, por exemplo, é um desastre (experiência própria).

Transporte

comcréditoDSC_0485

4- Viaje durante a noite em distâncias longas para economizar uma diária de hotel. Existem várias empresas de trem que fazem esse tipo de viagem.Veja na EurailRail Europe, Allegro (Itália, Áustria, República Tcheca), Berlin Night Express (Alemanha, Suécia), CityNightLine (vários países), Elipsos (Espanha, França), Lusitania (Espanha, Portugal), Toscana Mare (Áustria, Itália),  Trens noturnos SJ (Suécia).

5- Se for de avião, compre as passagens em empresas aéreas low cost: Easyjet, Ryanair, Skyeurope, Airberlin, Norwegian, compare preços no Skyscanner ou no Google Flights. Mas não se esqueça de conferir o limite de bagagens e as políticas de compra. Essas empresas costumam oferecer o básico do básico e, muitas vezes, só uma bagagem de mão é incluída no preço da passagem. As malas extras custam entre 15 a 30 euros.

6- Comprar o Europass nem sempre é a opção mais econômica, mas vale a pena para quem tem menos de 26 anos e vai viajar de 1 a 4 países em longas distâncias. Se sua viagem for para cidades vizinhas, compre os bilhetes separadamente.

7- Uma dica valiosa para quem viaja de trem na França é o Ouigo. Apesar de ter poucos trajetos, os preços são ótimos. Fiz uma viagem de Lyon para Paris que normalmente custaria 80 euros por 15 euros. Os preços são mais baratos pois o trem vai para estações que não são tão movimentadas e menos centrais, mas mesmo assim vale a pena.

8- Viajar de ônibus é bem mais barato do que de trem. Pesquise no iDBUS, na Eurolines e no Megabus. Uma passagem de Paris para Amsterdam na iDBUS, por exemplo, custa 30 euros. Muitos também tem o esquema de viagem durante a noite e promoções relâmpago.

9- Viaje de carona com o Blablabla Car (Convoiturage). Parece coisa de hippie, mas dá certo. O Blablabla Car é um site seguro em que as pessoas se registram para pegar ou dar uma carona para alguém, já tem até no Brasil! Os preços são bem baratos, normalmente é só uma taxa para gasolina e ainda é uma boa oportunidade para conhecer novas pessoas, pois, normalmente há mais viajantes no mesmo carro. Eu já viajei algumas vezes dessa forma e recomendo. É claro que tem que tomar precauções como analisar bem o perfil do condutor, ver os comentários, etc. Funciona assim: primeiro tem que se registrar e depois é só procurar o ponto de partida e o destino. O site mostra todos os condutores que vão fazer esse trajeto na data que você quer, simples!

10- Andar de transporte público: simples, mas importante! Além de economizar muito dinheiro, é legal para observar o ritmo de vida dos moradores. Muitas cidades tem passes de 3 – 7 dias. Calcule seus deslocamentos e veja se vale a pena.

11- Alugar uma bicicleta é barato e divertido. Quase todas as cidades da Europa possuem o esquema de aluguel de bicicletas públicas e as ciclovias são ótimas. O preço custa em torno de  2 euros por 24 horas, mas, normalmente, é preciso trocar a bike de meia em meia hora para não pagar um custo adicional.

12- Alugar um carro para viajar pode ser uma boa opção para quem tem mais tempo e está em grupo. A viagem segue de acordo com o seu ritmo e é uma delícia parar em pequenos vilarejos pelo caminho. As estradas da Europa são impecáveis e todos os gastos são divididos. Uma dica é que as estradas secundárias não tem pedágio e apesar de terem trechos mais longos, é uma boa economia. Dá para colocar no GPS ou no Waze esta opção.

Hospedagem

comcréditoDSC_0689

13- Ficar hospedado longe do centro da cidade nem sempre é uma boa opção, pois, mesmo que o hotel seja mais barato, é preciso analisar o preço e o tempo do transporte até os lugares. Muitas vezes vale mais a pena pagar um preço maior e fazer tudo a pé do que ficar pegando ônibus e trem toda hora para conhecer as atrações. É claro que isso depende muito da cidade. Em capitais com um bom sistema de transporte, por exemplo, pode valer a pena se hospedar mais afastado. Em cidades menores, pode ser uma dor de cabeça.

14- Os hostels são opções mais econômicas e muitos são tão bons quanto hotéis. Além dos quartos compartilhados, que são bem baratos, há a opção de quartos individuais e alguns tem até banheiro privativo. Procure nos sites Hostel Word, Hostels.com e no Booking.

15- Alugar um apartamento no Airbnb vale a pena para quem vai passar mais dias em só um lugar. Além de se sentir em casa por alguns dias, é bom para economizar com restaurantes, conhecer os supermercados maravilhosos e fazer sua comida. Eu recomendo essa opção principalmente para casais, porque costuma ser mais barato do que quartos individuais em hostels.

16- Dormir na casa de alguém pelo Couchsurfing é a forma mais econômica de hospedagem. Normalmente o dono da casa oferece o sofá ou uma cama que está sobrando para os viajantes de graça. É claro que não é a opção mais confortável, mas é ideal para quem quer viajar sem gastar muito e conhecer os moradores locais. Dessas forma dá pra pegar dicas valiosas!

17- Trabalho + hospedagem: que tal viajar ganhando hospedagem e pagando com trabalho? É uma opção que muita gente está usando para poder conhecer o mundo todo. É possível achar locais nos sites WWOOF (trabalho em uma produção agrícola em troca de hospedagem e refeições), Wordpackers (diversos tipos de trabalho pelo mundo em troca de hospedagem), Helpx (funciona no mesmo esquema do anterior).

18- Acampar no jardim de alguém com o Camp in my GardenO preço cobrado é a partir de 5 euros por pessoa e dá direito a usar o banheiro com água quente e as vezes a até estacionar carro ou trailer. O único ponto negativo é que normalmente as casas ficam longe do centro da cidade.

Atrações, comida e outras dicas

comcréditoDSC_0144

19- A maioria dos museus tem um dia da semana em que a entrada é grátis. No Louvre, por exemplo, em todo primeiro domingo do mês a entrada é livre. Além disso, quem é cidadão europeu entre 18 e 26 anos e a partir de 65 anos não paga em vários lugares ou ganha descontos.

20- Em muitos lugares é mais caro sentar para comer do que pedir no balcão e levar para viagem. Aproveite os lindos parques espalhados para Europa e faça piqueniques. Muitas vezes é mais gostoso do que ficar preso em um restaurante, principalmente em dias de sol.

21- Fuja dos restaurantes em locais muito turísticos. Pode ter certeza que é onde estão concentrados os lugares mais caros para comer e nem sempre bons. Desvende ruas menos movimentadas e peça indicação para moradores. Normalmente é uma boa forma de identificar bons restaurantes. Além disso, sempre pesquise referência antes para não sentar em qualquer lugar só porque está desesperado de fome.

22- Aproveite as feiras e supermercados da Europa e se delicie com os produtos frescos. Muitas delas têm praça de alimentação com preços mais justos.

Para quem já conhece os destinos básicos da Europa, segue a lista da 10 cidades mais baratas para viajar:
1– Bucareste, Romênia; 2– Kiev, Ucrânia; 3– Sofia, Bulgária; 4– Belgrado, Sérvia; 5– Cracóvia, Polônia; 6– Sarajevo, Bósnia e Herzegovina; 7– Budapeste, Hungria; 8– Riga, Letônia; 9– Istambul, Turquia; 10– Varsóvia, Polônia.

Se você tiver alguma outra dica não deixe de colocar nos comentários!

Posts relacionados

15 Comentários

Elisa Tannure 12/08/2014 - 10:28

Amei as dicas, Bibi! Pra mim, a melhor dica sempre é conhecer menos lugares. O que eu mais gosto em viajar é me sentir como parte do lugar, conhecer o modo de vida das pessoas e sentir a energia do lugar. Ficando poucas horas em cada cidade isso é impossível! Por isso, sempre prefiro fazer um roteiro mais simples, além de ser bom pro bolso $$$, como você bem disse. Seu blog tá lindo!

Reply
Gabriela Mendes 12/08/2014 - 18:47

Sim amiga, é a melhor coisa!! Muitas viagens pra nós agora pra manter o blog atualizado e ter muita história pra contar 🙂

Reply
Jessica Servián 12/08/2014 - 13:09

Adorei ! Sinto a mesma vontade quando viajo: fazer parte daquele lugar, desvendar a cidade e conhecer as pessoas que, além de darem opções maravilhosas, viram amigos 🙂
Ótimas dicas! Com certeza vão ajudar muito na hora de organizar a minha viagem.
Blog lindo! Muito sucesso pra você!

Reply
Gabriela Mendes 12/08/2014 - 18:43

Obrigada jeye!!! Tenho que viajar muito agora pra atualizar sempre hehe 🙂 Mil beijos

Reply
Odara Ramoa 14/08/2014 - 10:16

Amei as dicas!!!!
E vamos planejar mais viagens com as super dicas do blog!!!!
Bjsssss
❤️❤️❤️❤️

Reply
Gabriela Mendes 14/08/2014 - 15:37

Que bom que você gostou Odara. Com certeza, muuitas viagens pra eu poder rechear o blog com várias dicas 🙂 Mil beijos

Reply
Sonia Regina de Souza 14/08/2014 - 10:34

Muito bom o seu blog, amei.
Dicas valiosíssimas principalmente pra quem nunca realizou uma viagem internacional. Viajar é muito bom e com o custo reduzido, melhor ainda!

Reply
Gabriela Mendes 14/08/2014 - 15:37

Economizar é sempre bom né? Ainda mais na Europa! Fico feliz que você gostou das dicas 🙂

Reply
Maluh Santos 14/08/2014 - 17:25

Excelente dicas, sabendo isso dá pra aproveitar muito mais e melhor!! Mas senti falta do rome2rio.com, foi sem duvida o site que eu mais utilizei durante a viagem, ajuda muito a se encontrar e a escolher a melhor opção de transporte de qualquer lugar pra qualquer lugar, aconselho sempre!
Parabens pelo site, ficou uma graça 🙂

Reply
Gabriela Mendes 15/08/2014 - 12:01

Oi Maluh. Esse ai eu não conhecia, ótima dica, vou incluir no post 😉 Muito obrigada! Beijocas

Reply
Saiba dicas de como trabalhar e viajar pelo mundo | Ecdemomania 23/12/2014 - 17:39

[…] não tem mais desculpas depois desse post e ainda mais depois que ler também o que eu fiz sobre 22 dicas para viajar barato na Europa. Pegue aquela dinheirinho guardado na poupança e aproveite o início do ano pra botar o pé na […]

Reply
Guia de Nápoles: o que fazer, onde comer, onde se hospedar e bate-voltas – Gira Mundo 17/10/2017 - 11:04

[…] 22 dicas para viajar barato pela Europa […]

Reply
Regina 20/11/2017 - 11:44

Adorei a sua maneira de pensar. Coaduna com a minha. Grata pelas dicas.

Reply
Gabriela Mendes 20/11/2017 - 19:20

Oi Regina! Fico feliz que você tenha gostado 🙂 Estou na Europa e vou atualizar o post em breve com novas dicas!!

Reply
Como conhecer o Castelo de Versalhes em um bate-volta de Paris – Gira Mundo 18/12/2017 - 09:28

[…] Nós também damos 22 dicas preciosas para viajar barato pela Europa […]

Reply

Deixar um comentário

EnglishFrenchPortugueseSpanish