Home Foz do Iguaçu Foz do Iguaçu: roteiro de 4 dias e dicas para planejar sua viagem

Foz do Iguaçu: roteiro de 4 dias e dicas para planejar sua viagem

por Gabriela Mendes
foz-iguaçu-como-conhecer-cataratas

Todas as informações necessárias para planejar sua viagem a Foz do Iguaçu, no Paraná, com dicas de onde ficar, como se locomover, onde comer, quando ir, como chegar e sugestão de roteiro de quatro dias. Tudo em um relato sincero, com as minhas impressões sobre esse destino exuberante, mas super turístico.

Não há quem fique imune à força da natureza nas Cataratas do Iguaçu. A paisagem formada pelas 275 quedas d’água com 82 metros de altura nos transporta para um cenário idílico e poderia parecer como se estivéssemos entrando na terra dos sonhos de Shangrilá.

Porém, percebe-se que não é bem assim quando nos damos conta da quantidade de pessoas e paus de selfie que nos rodeiam. Eu explico: as cataratas são maravilhosas, mas é uma viagem estilo “natureza com estrutura”: paisagens lindas, mas sem ficar livre leve solta, o que tem seu lado positivo e negativo, claro.

Positivo porque o parque nacional é uma das últimas áreas de preservação da Mata Atlântica e toda as demarcações colaboram para limitar os impactos nocivos naquele ambiente. Negativo porque não se tem aquela sensação de imersão na natureza que eu tanto gosto. De se sentir rodeado de verde, ouvindo os barulhos da floresta, o som da força da água, aquele sentimento de ser apenas um grãozinho no meio da imensidão.

Mas eu digo logo de cara que é um passeio que vale muito a pena, mesmo com os parques superlotados, e que é uma das atrações de natureza mais lindas que eu já vi no Brasil e no mundo! Sem contar que é uma viagem bem versátil, já que, por ser um parque de fácil acesso, agrada a todos os gostos.

Confira nossas dicas para montar sua viagem!

foz-iguaçu-como-conhecer-cataratas

Um dos visuais no lado argentinos da Cataratas do Iguaçu

Onde ficam as Cataratas do Iguaçu

Antes de mais nada é importante esclarecer que o destino fica na fronteira entre Argentina, Brasil e Paraguai e a viagem acaba sendo internacional, porque mesmo pra quem se hospeda em Foz do Iguaçu, no Paraná, é indispensável visitar a parte argentina das cataratas e a cidadezinha de Puerto Iguazu. Quem gosta de compras sempre faz um bate-volta nas lojas paraguaias da Ciudad del Este.

Onde se hospedar

As melhores opções de hospedagem ficam concentradas em Foz do Iguaçu, no Brasil, e Puerto Iguazu, na Argentina.

Eu acabei escolhendo me hospedar em Foz do Iguaçu pela praticidade de estar “no meio” dos principais deslocamentos. Foi prático para fazer todos os passeios, ficando a poucos minutos de carro das atrações. Porém, percebi que a vizinha argentina, Puerto Iguazu, era mais agradável quanto cidade, apesar de bem pequena, e tem opções mais charmosas de hospedagem. O único senão é ter que passar na imigração toda vez que for entrar no Brasil, o que também não era uma dor de cabeça, porque o processo é bem rápido. Ambas têm opções para todos os bolsos.

Não recomendo a hospedagem na Ciudad del Este. Além de não ter opções tão boas quantos suas vizinhas, a fronteira é muito mais movimentada e demorada – o que pode ser uma dor de cabeça na sua viagem.

Hospedagem em Foz do Iguaçu

Econômico e mochileiro: CLH Suítes Foz do Iguaçu || Concept Design Hostel & Suites || Tetris Container Hostel

Conforto: San Juan Eco Hotel || Pousada Guata Porã || Viale Tower Hotel

Luxo: Belmond Hotel das Cataratas || Mabu Thermas Grand Resort || Wish Foz do Iguaçu

Eu me hospedei no Hotel Bella Itália e achei um ótimo custo x benefício. O hotel é bem limpo, confortável, o serviço é excelente, tem um bom café da manhã, mas não era uma hospedagem charmosa.

Hospedagem em Puerto Iguazú

Econômico e mochileiro: Ára Hostel House || Hostel Iguazu Falls || El Manantial de Iguazu

Conforto: El Pueblito Iguazu || Selva de Laurel || Secret Garden Iguazu B&B || Village Cataratas

Luxo: Loi Suites Iguazu Hotel || Falls Iguazú Hotel & Spa || Melia Iguazu || La Aldea De La Selva Lodge || La Cantera Lodge de Selva by DON

Quando ir

Não tem data certa para visitar as Cataratas, mesmo quando chove é bom, porque o volume das águas aumenta.

O verão é muito quente e úmido, mas o volume das águas é imenso, o que deixa o passeio bem lindo. No inverno as temperaturas são mais agradáveis e as quedas d’água ficam mais definidas (fica ótimo nas fotos). Faz frio de manhã e à noite, mas à tarde faz calor dentro do parque.

Os parque são lotados o ano inteiro. Eu fui em agosto, que é a baixa temporada, e estava bem cheio.

Quanto tempo ficar

Tudo depende da quantidade de atrações que te interessarem. Sendo muito sincera (essa é uma opinião 100% pessoal), o que vale a pena mesmo é visitar os parques e, para isso, você só precisa de dois dias inteiros. Desta forma você visita o lado argentino em um dia inteiro, com parada na feirinha de Puerto Iguazu e jantar; e no outro o lado brasileiro, que é um passeio de meio dia e dá para combinar com outra atração.

Porém, se você se interessar pelo tour na Hidrelétrica de Itaipu, quiser fazer compras na Ciudad del Este (só vá se você realmente quiser visitar as lojas, como passeio não é muito agradável), curtir o esquema do Parque das Aves e Marco das Três Fronteiras, eu aconselho quatro dias inteiros.

Onde comer

Eu comi muito bem nessa viagem, em todas as cidades. Aí vão minhas dicas:

Onde comer em Foz do Iguaçu

Castelo Libanês: fiquei surpresa em saber que Foz tem a maior comunidade árabe do Brasil! O restaurante é bem tradicional e gostoso, vale a pena. Só não curti o atendimento e eles falarem que os pratos serviam muitas pessoas, sendo que eram porções para, no máximo, duas.

Empório com Arte: super charmoso e com uma comida deliciosa, o restaurante é uma opção certa para comer bem. É tudo pensado nos detalhes, a casa é linda e tem muita história.

Indian Lounge: eu amo comida indiana, mas sei o quanto é difícil achar um lugar que faça com qualidade. O restaurante é muito gostoso, mesmo! Acho que nos finais de semana fica um clima meio night na varanda e tem umas danças típicas em alguns dias, mas os pratos são deliciosos!

Vô Luiz Pizzeria & Cucina: um restaurante delícia, tanto no ambiente quanto na comida, com gostinho de caseira. Amei muito e recomendo para todos. A especialidade é gastronomia italiana, mas tem outras opções, como pratos de peixe e carne.

Não fui, mas fiquei com vontadeVó Bertila Pizza & PastaLa Strega.

Onde comer em Puerto Iguazu

Comer na feirinha: uma furada. Pedimos empanadas e uma tábua de queijos e a qualidade estava bem ruim! Por outro lado, eu achei que vale muito a pena para quem quer comprar vinhos, doce de leite e outros produtos argentinos.

La Vaca Enamorada: restaurante gostoso, com comida caseira, com muita atenção e cuidado. Apesar dos pratos não demorarem muito, vá com calma, porque só o dono faz todo o atendimento sozinho e adora bater um papo.

Não fui, mas fiquei com vontade: The Argentine Experience, El Jardin, Jasy Restrobar, Naipi.

Onde comer na Ciudad del Este

Quando procurei opções de restaurantes no Paraguai tive muita dificuldade. A minha sorte é que minha querida amiga paraguaia, Jeye, me indicou um chinês bem gostosinho,o Restaurante Oriental.

foz-iguaçu-como-conhecer-cataratas

Almoço delicioso no Empório com Arte, em Foz do Iguaçu.

Câmbio: qual moeda levar?

Apesar de estarmos falando de três países com moedas diferentes (real, peso argentino e guarani), em praticamente todas as cidades fronteiriças o real é aceito. Minha dica é só se ligar na conversão da moeda pra ver se realmente está valendo a pena, mas eu achei que valia em todas as compras, não precisei trocar dinheiro em lugar nenhum.

💡 O único senão é que muitas vezes o troco é dado na moeda local, fique atento para gastar esse dinheiro antes de ir embora.

💡 Outra dica é que no Parque Nacional Iguazu, na Argentina, não aceita reais, mas você pode pagar com cartão de crédito (não esqueça de desbloquear para o uso internacional).

Como chegar em Foz do Iguaçu

Avião

Esta foi minha opção, peguei um voo direto pela Gol e depois de 2h cheguei ao destino (saindo do Rio de Janeiro). 

Para quem vai de São Paulo é 1h45 de voo e de Curitiba 1h. Os voos custam em torno de R$200 a R$500

O aeroporto fica bem perto do centro, a cerca de 10km, ou 20min, e mais perto ainda do Parque Nacional Iguaçu, a apenas 10min de carro. A linha de ônibus 120 liga o aeroporto ao centro e ao parque brasileiro.

💡 Não esqueça que, se quiser levar quitutes argentinos para casa (vinho, queijo, doce de leite…) você precisa despachar uma mala na volta, que agora não está mais incluída e custa cerca de R$50. Eu tive que me controlar, porque os preços valem MUITO a pena!

Carro

Como Foz do Iguaçu fica na fronteira, dependendo da onde você está viajando, se prepare para muito chão!

De Curitiba, a capital do Paraná, são 760km. De São Paulo, 1100km e do Rio 1500km.

A vantagem é que você pode levar quantos vinhos argentinos quiser pra casa!

Como se locomover

Carro

Quem opta por esta opção tem os deslocamentos muito mais livres e fáceis. Sem contar que normalmente é mais barato do que fazer tudo de transfer ou táxi (não esqueça do tempo que se leva nas fronteiras), o estacionamento é fácil e não tem trânsito. Por essas e outras, achei a melhor opção.

💡 Não esqueça de fazer o seguro Carta Verde, que cobre qualquer incidente na Argentina. Há uma agência antes de chegar na fronteira.

💡 Não é permitido entrar de carro alugado no Paraguai (e quando você olhar a fila da imigração dos veículos nem vai querer). Há vários estacionamentos perto da fronteira no Brasil, inclusive várias pessoas te oferecem pelo caminho. Eles vão cobrar um preço muito alto, mas se você chorar pode conseguir entre R$15 e 30 o dia todo de estacionamento.

⭐ Reserve com o nosso link da RentCars e tenha os melhores preços!

Ônibus

A boa notícia para os viajantes econômicos é que o sistema de transporte público funciona muito bem, inclusive para os destinos internacionais. É claro que você vai gastar muito mais tempo com os deslocamentos, mas a economia é grande.

A dica é comprar o cartão UnicoFoz, que tem uma versão para turistas.

Bicicleta

Eu fiquei surpresa (e feliz) de ver como Foz do Iguaçu é uma cidade bikefriendly. Há várias ciclovias, inclusive na Av. das Cataratas, que leva ao parque brasileiro e liga a Argentina. Quem gosta de um pedal pode fazer todos os passeios de bicicleta, mesmo! Como eu fui com a família não deu pra testar, mas deve ser uma delícia. Se você for, conta pra gente.

Dentro do lado brasileiro do parque há um passeio de bicicleta na mata. Você pode ir com a sua ou usar a deles, que já está incluída no preço. 

Transfer

Há várias empresas de transfer para atender aos viajantes que não alugam carro. Inclusive, muito hotéis oferecem esse serviço também. Os valores custam em torno de R$50 ida e volta e há pacotes a partir de R$200 para todas as atrações.

Táxi e uber

Táxi acaba não sendo barato, porque tudo fica distante. Porém, o Uber pode ser uma opção mais econômica, mas ele não pode cruzar as fronteiras, só circular dentro do Brasil.

foz-iguaçu-como-conhecer-cataratas

Trânsito na fronteira entre Brasil e Paraguai. É preciso atravessar a Ponte da Amizade a pé.

Como visitar as Cataratas do Iguaçu e quais são os outros passeios no destino

A principal atração é visitar os parques: tanto o lado brasileiro quanto argentino são indispensáveis, pois mostram ângulos totalmente diferentes da Cataratas. Além disso, há outros passeios complementares, como o tour na Usina de Itaipu, comprinhas da Ciudad del Este, Parque das Aves, Marco das Três Fronteiras, mas confesso que o que eu curti realmente foram só os parques!

Veja todas as informações neste post detalhado (em breve).

Meu roteiro de 4 dias em Foz do Iguaçu

Dia 1: nosso voo chegou à tarde, pegamos o carro no aeroporto e fomos almoçar no Castelo Libanês, que fica do lado da Mesquita. Depois de deixar tudo no Hotel Bella Itália, cruzamos a fronteira da Argentina e conhecemos a feirinha de Puerto Iguazu. Jantamos por lá mesmo, o que foi uma furada.
Dia 2: passamos o dia inteiro conhecendo o Parque Nacional Iguazu, fizemos o passeio Gran Aventura lá dentro (imperdível) e almoçamos dentro do parque. À noite, jantamos no La Vaca Enamorada.
Dia 3: fomos à Ciudad del Este, almoçamos no Restaurante Oriental, visitamos Itaipu e jantamos no Vô Luiz.
Dia 4: visitamos o lado brasileiros da cataratas, almoçamos no Empório com Arte e jantamos no Indian Lounge.

foz-iguaçu-como-conhecer-cataratas

É muita água!

Quando custa viajar a Foz do Iguaçu

Hotel: R$189 diária para duas pessoas com café da manhã (4 noites = R$378 por pessoa).
Aluguel de carro: R$495  para cinco pessoas (4 diárias = R$99 por pessoa).
Ingresso das atrações:
Cataratas do lado argentino – R$76 por pessoa
Gran Aventura – R$238 por pessoa
Cataratas do lado brasileiro – R$36 por pessoa
Circuito Panorâmico em Itaipu: R$20 por pessoa
Comida: média de R$40 por refeição, por pessoa (total 6 refeições = R$240 por pessoa).
Passagem de avião: tirei com milhas

TOTAL: R$1087 por pessoa, por 4 dias.
Lembrando que essa viagem foi em um estilo mais conforto, porque eu estava com a minha família. Dá para gastar muito menos ou muito mais, dependendo da sua dispo$ição.

É apaixonado por cachoeiras assim como a gente? Olha só esses outros destinos que a gente já visitou:

Conheça as maravilhas da Chapada Diamantina em um roteiro de 13 dias

Chapada dos Veadeiros: trilhas e passeios imperdíveis

Presidente Figueiredo: descubra as cachoeiras da Amazônia

Uma viagem por Aiuruoca e o Vale do Matutu, em Minas Gerais

ROTEIRO PERSONALIZADO – nós planejamos toda sua viagem e entregamos um roteiro detalhado com sugestão de passeios dia a dia, dicas de restaurantes, locomoção e melhores atrações. Também fazemos assessoria de passagens aéreas, hotéis e tudo que você precisar. Perfeito pra quem ama viajar, mas não gosta ou não tem tempo de se programar.
HOSPEDAGEM – reserve seu hotel com o nosso link do Booking e ajude a manter o blog no ar! Não tem nenhuma alteração de preço pra você, mas nós ganhamos uma pequena comissão.
ALUGUEL DE CARRO – nosso parceiro de reservas é o RentCars, que faz busca das melhores tarifas com as principais locadoras.
INGRESSOS E TOURS – melhores preços no Get Your Guide e Tiqets.
INTERNET 4G ILIMITADA – com nosso código da Easy Sim 4 You.
SEGURO VIAGEM – ganhe 5% de desconto no Seguros Promo com nosso cupom GIRAMUNDO5

Posts relacionados

Deixar um comentário

EnglishFrenchPortugueseSpanish