Home Chapada dos Veadeiros Trilhas e passeios imperdíveis na Chapada dos Veadeiros

Trilhas e passeios imperdíveis na Chapada dos Veadeiros

por Ursulla Lodi
Trilhas e passeios imperdíveis na Chapada dos Veadeiros

Se tem um lugar que o coração apertou na hora de entrar no avião de volta pra casa foi a Chapada dos Veadeiros. Se eu pudesse ficava uma vida toda por lá, me perdendo em longas trilhas por campos floridos de chuveirinhos em busca daquela sensação de ficar na última pedrinha antes do abismo. Se prepara pra andança e cachoeiras lindíssimas que lá vamos nós! :)

Principais atrativos

Os atrativos vão muito além das fronteiras do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, tendo trilhas que variam de 1km à 20km, sempre considerando ida e volta, que podem ser feitas também em conjunto em trekkings mais longos de vários dias.

É bem verdade que existem alguns passeios lights como as termas, massagem, meditação e até mesmo observação de pássaros, mas deixe estes para relaxar o corpo pós caminhada. Para mim os passeios que mais valem a pena são as trilhas longas e de mais difícil acesso, aquelas que menos turistas fazem. Fizemos uma seleção dos melhores passeios saindo de Alto Paraíso, São Jorge e Cavalcante.

Os melhores passeios saindo de Alto Paraíso

Almécegas I e II

Ideal para quem pratica rappel, sobretudo no paredão de 45m da Almécegas I. Cachoeiras bonitas, trilha tranquila de aproximadamente 4km no total, mas devido ao fácil acesso ficam bem cheias. A dica é ir bem cedinho e aproveitar este dia para fazer um outro passeio curto como por exemplo a cachoeira da Fazenda São Bento, que fica dentro da mesma propriedade. Para este passeio não é preciso guia.

Como chegar: vindo de Alto Paraíso, 8km pela GO-239 até a entrada da Fazenda São Bento no lado direito da pista. A fazenda dispõe de restaurante, pousada e camping.Taxa de acesso: R$20 (Almécegas I e II) e R$10 (São Bento).

img_3652

Visual do paredão da Almécegas I

img_3727

Quando chegamos, bem cedinho, não tinha ninguém na cachoeira, mas quando estávamos saindo, já estava lotada!

Loquinhas 

7 pequenas quedas d’água de cor verde esmeralda à 3km do centro de Alto Paraíso. A trilha é curta e muito fácil, 1km por passarelas de madeira, o que torna o passeio ideal para crianças e idosos. Continuando pela trilha Violeta por mais 2,4km, existem mais 6 poços verdinhos.  Para este passeio não é preciso guia. Infelizmente não tive tempo de ir nesta viagem, mas com certeza voltarei na próxima.

Como chegar: 3km do centrinho de Alto Paraíso por estrada de terra a partir da Rua do Segredo. Taxa de acesso: R$17.

Sertão Zen

Passeio de dia inteiro, bastante puxado, mas para mim foi um dos mais inesquecíveis. Andamos por 18km entre campos floridos, pequenos morros, passando por diferentes ecossistemas do cerrado, com muitas plantas endêmicas. O bonito é o visual da caminhada, que apesar de ter algumas paradas para banho no rio, não tem banho em nenhuma grande cachoeira. No final, a recompensa é a vista da cabeceira do macaco, mirante da cachoeira do Sertão Zen, ficando a beira de um abismo.

Não se aventure a fazer esta trilha sem guia, sobretudo por ser pouco explorada pelos turistas e de acesso complicado. Não há cobrança de taxa.

img_4051

Campos floridos do Sertão Zen. A época da floração na região é em abril e maio.

img_5383

A vista é sempre a recompensa

Catarata dos Couros

Imperdível! Para mim uma das mais bonitas! Passeio de dia inteiro, pelas cataratas do Rio dos Couros. A trilha é tranquila de cerca de 5km, paralela ao rio. O complicado é o acesso até o início da trilha, que dependendo do tempo só dá pra ser feito em 4×4, pois acumula muita lama onde os carros atolam. Na época de chuva a força da água é algo impressionante, já na seca, o poço final é um dos melhores jumps. Existem algumas opções de trekkings de vários dias descendo o Rio dos Couros. Fiquei morrendo de vontade de voltar e fazer esta andança!

Como chegar:  Saindo de Alto Paraíso sentido Brasília são 18km de asfalto e outros 35km de estrada de terra, onde a entrada é à direita. Não é obrigatório o guia, apesar de ser bastante recomendado, pois a entrada é mal sinalizada. Taxa de acesso: R$5.

DCIM100GOPRO

É muita água. Para lavar qualquer alma!

Cachoeira Anjos e Arcanjos

Localizada no parque Solarion, no povoado do Moinho, as cachoeiras são formadas pelo Rio Pretinho, com um bonito poço e uma bonita e volumosa queda d’água na época das chuvas. A trilha é moderada e não exige guia.

Como chegar: Saindo de Alto Paraíso são 12km em estrada de terra, sentido Moinho. Taxa de acesso: R$10.

Macaquinhos

O Rio Macaquinhos forma um conjunto de 11 quedas d’água com poços azuis mesmo na seca. A trilha moderada é marcada por resquícios históricos dos bandeirantes que passaram pelo local no século XVII ao XIX. O local conta com estrutura de camping e restaurante.

Como chegar: Partindo de Alto Paraíso, sentido São João da Aliança, são 15km de asfalto mais 28km de estrada de terra, dependendo das condições e do tempo, acesso apenas com 4×4. Este passeio também não precisa de guia. Taxa de acesso: R$15.

Vôo de balão

Isso mesmo! Já imaginou ver o dia amanhecendo na Chapada do alto de um balão? Eu queria muito ter feito esse passeio, que apesar de carinho, R$500, acho que valeria super a pena. Para o meu azar não pude voar por questões meteorológicas, o dia em que eu ia amanheceu choveu, o que é super raro.

Contato do Baloeiro Felipe: (62)9932-3416. O ponto de encontro é as 5 da manhã na pracinha de Alto Paraíso.

Os melhores passeios saindo de São Jorge

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Reserve ao menos 2 dias para as trilha do parque. Os atrativos principais são: a Cachoeira das Carioquinhas, os Cânions I e II e os Saltos do Rio Preto, caminhada mais puxadinha de cerca de 12km no total, cuja recompensa é uma linda cachoeira de 80 metros que cria um enorme lago em sua base. O outro salto, de 120 metros está localizado em uma área do parque em que não há visitação. Por isso existe o mirante, que proporciona uma fantástica vista e uma ótima experiência ao visitante. O passeio até os saltos leva cerca de 4 horas, mas 6 ou 7 horas são ideais para que haja tempo para curtir a paisagem, se divertir e relaxar. Então o ideal é deixar um dia para esta trilha e outro para os outros atrativos do parque que somados dão uma caminhada de aproximadamente 11km.

Em alta temporada chegue no Parque no primeiro horário, pois existe limite de pessoas diário. Ao atingir o limite diário não é permitido o ingresso no Parque. Na trilha do Salto, por exemplo, são 250 pessoas por dia e os cânions, 200 pessoas por dia.

Horário de funcionamento: o Parque abre o ano inteiro de terça a domingo das 8 às 18hrs (horário máximo de saída), sendo que em janeiro e em julho, fica aberto todos os dias.

Não é necessário guia, apesar de ser recomendado para a trilha dos Saltos. No passado já foi obrigatório o acompanhamento de um guia da região para as trilhas do parque, mas hoje não é mais obrigatório e as trilhas são bem marcadas. Não há taxa de acesso. Para mais informações entrar no site do Parque.

img_4062

Na beirinha do cânion II

Vale da Lua

Como o nome diz, as formações rochosas parecem com as crateras lunares, mas talvez seja ainda mais bonito. O banho são nestas crateras, que formam pequenos poços de águas cristalinas. A caminhada é leve, cerca de 800m, mas não é permitido usar chinelos e nem mergulhar em lugares proibidos, pois a correnteza pode ser perigosa. O passeio dura apenas algumas horas, podendo ser combinado com outro atrativo. Não precisa de guia.

Como chegar: 6km de São Jorge na direção de Alto Paraíso, há placas de sinalização na estrada. Taxa de acesso: R$10. Horário de funcionamento: 8h às 17h.

img_4105

As crateras do Vale da Lua

Cachoeira do Segredo

Se prepare para molhar os pés! São 16 km de caminhada cruzando mais de 10 córregos. Então nada de frescura, vai ter que colocar o tênis dentro do rio. A recompensa são os 110m da linda Cachoeira do Segredo que dependendo da época do ano fica tão forte que não dá nem para entrar debaixo da queda d’água. Para este passeio é indispensável guia. Se chover na cabeceira do rio é preciso aguardar a correnteza diminuir e cordas para cruzá-lo. Vai ser uma aventura que valerá a pena! Taxa de acesso: R$15.

img_4097

Os 110m de segredo

Éden Águas Termais e Águas Termais Morro Vermelho

Uma boa pedida para quem quer ir à noite, relaxar depois de um dia de trilha. Ambos os locais ficam a 15km de São Jorge colados um ao outro, e tem piscinas com águas quentes e restaurante. Taxa de acesso: R$10.

Janela e Cachoeira do Abismo

Um total de 8km de caminhada até o Mirante da Janela, onde é possível contemplar o visual dos Saltos do Rio Preto que ficam dentro do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. A Cachoeira do Abismo só existe na época de chuvas. A trilha é relativamente fácil para quem está acostumado a caminhar, mas há vários trechos de subida e descida em pedra, por isso o guia é recomendado. Taxa de entrada: R$10.

expedi25c325a725c325a3o2bveadeiros2b20092b719

A janela do abismo. Ao fundo, os Saltos do Rio Preto, no interior do Parque.

Raizama

Infelizmente não tive tempo de fazer este passeio. Mas é uma trilha fácil de cerca de 3km, parando em pequenas quedas d’água e poços para banho que pode ser interessante pela possibilidade de ser combinada com outro atrativo no mesmo dia. Não precisa de guia.

Como chegar: 6km de estrada de terra partindo de São Jorge. Taxa de entrada: R$10.

Os melhores passeios saindo de Cavalcante

Cachoeira de Santa Bárbara e Capivara

Um lindo quadro, com uma queda d’água azul turquesa dentro do quilombo Kalunga. Este passeio é obrigatório ser feito com guia nativo do quilombo, que cobra R$70 para até 5 pessoas – o que inclui guiada também para a Cachoeira da Capivara. A trilha toda dá um total de 10km de caminhada tranquila em épocas de chuvas ou de 2km em época de seca. Isso porque passa por vários riachos, em que é inviável passar de carro. Tem um esquema de alugar uma vaga na boleia de um caminhão ou em um carro dos moradores para encurtar o caminho por R$5. Vale a pena nem que seja pela experiência nada confortável de andar na mala de uma Caravan movida a gás de cozinha, tudo para economizar 8km de trilha no sol quente!

img_3963

Na boleia cortando caminho no quilombo Kalunga

Se possível evite ir nesta em grandes feriados e festivais, pois fica muito cheia. Além disso, fique atento para chegar na cachoeira entre 11h e 14hrs, horário que bate sol o que torna o banho mais agradável e suas águas ainda mais bonitas. Ao lado da Cachoeira da Santa Bárbara tem uma pequena cachoeira azul muito bonitinha, que também vale a parada para mergulho. Mas cuidado pra não perder a hora, em hipótese alguma deixe de ir na Capivara, que foi a cachoeira que eu mais gostei em toda a viagem!

img_3838

O azul turquesa da Santa Bárbara

Para chegar na Capivara são 2km de trilha pulando pedra em declive. Ela é linda de morrer, emociona como a natureza pode ser tão maravilhosa. Uma queda em cascata ao lado de uma queda reta, formando um poço à beira de um abismo.

img_4174_2

A belíssima Cachoeira da Capivara

O quilombo conta com um restaurante de comida caseira maravilhoso e bem em conta, tudo cultivado ali mesmo. Uma ótima dica para depois do passeio nas cachoeiras é comer a galinhada no buffet.

Como chegar: Saindo de Cavalcante são 25km por estrada de terra (cerca de 1h) até o quilombo Kalunga. A partir do centro de visitantes, que conta com uma pequena lojinha de produtos do quilombo além de banheiros, é obrigatório seguir com guia. Taxa de acesso: R$10.

Cachoeiras do Rio do Prata

Como fiz apenas o bate e volta não tive a oportunidade de ir nestas, mas muitos me falaram que vale a pena pernoitar em Cavalcante para conhecê-las. Ficam a 65km de Cavalcante (cerca de 2h) em uma trilha de 16km ida e volta que cruza muitos rios até chegar ao Rei e Rainha do Prata. É recomendável guia.

Pouco tempo para tanto passeio legal?

Todos os passeios são maravilhosos! Dá pra ficar 1 mês sem repetir atrativo. Mas se está com poucos dias, não deixar de ir no Segredo, nas trilhas do Parque, na Janela do Abismo, nas Cataratas dos Couros, na Santa Bárbara e na Capivara, no Vale da Lua, Almécegas e Sertão Zen, o que já dá um roteiro de 7 dias.

Precisa de guia?

Fecha com a Patrícia (62)9655-8440 😉
Para mais dicas sobre a Chapada dos Veadeiros, confira também o post  Chapada dos Veadeiros em 7 dias (ou mais!)
Te garanto que você vai querer voltar! E se quiser companhia, só me chamar que eu volto!
Bom giro! 🙂

Posts relacionados

3 Comentários

Chapada dos Veadeiros em 7 dias (ou mais!) – Gira Mundo 27/09/2016 - 03:01

[…] Quer saber tudo sobre os passeios? Confira o post: Trilhas e passeios imperdíveis na Chapada dos Veadeiros. […]

Reply
Laura Brito 04/10/2016 - 16:14

Ótimo, post!! Obrigada, Gira \o/ Espero em breve ter essa trip na minha bagagem rs 🙂

Reply
Ursulla Lodi 04/10/2016 - 18:16

Oba, Laura! Vai ter sim!!! Qualquer dúvida estamos ai!!!

Reply

Deixar um comentário

pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR